segunda-feira, junho 16, 2008

Baile


“Te amo sem saber como, nem quando, nem onde”
Pablo Neruda



Íntima semente baila em meu reino
ao sabor de tuas doçuras.
Fogueiras acesas guardam meu coração
e o perfume que nele deixaste.
Visto-me de tanto sonho,
em rosa encarnada da cor de tua boca,
dos teus beijos a me enfeitar depois de tanta espera.

Bela para nossa dança,
tranço trêmula nos braços teus
e no suave sabor de teus murmúrios,
mar a me levar ao único dos mundos
meu e teu.

É manhã sempre para este amor
pois que tudo começa e renasço bem amada.
E por teu amor, refeita,
eu te amo mais.

39 comentários:

Bruxinhachellot disse...

Um baile onde o amor é o melhor dançarino. Lindo poema Saramar.

BEijos de chuva.

Jota Effe Esse disse...

Se meu amor te tefaz, já estou recompensado: Sou feliz! Meu beijo.

cilene disse...

Que vc sempre continue amando mais.. vc está bem?

Anne Baylor disse...

hum..
E como é bom o amor que renasce..
Seja das cinzas,
seja do nada,
seja da dor..
Ele é sempre amor..

beijo na alma, flor.

Márcia(clarinha) disse...

Renascer a cada dia por amor.
dias lindos doce Saramar, saudade das suas palavras
lindo dia
beijos

poetaeusou . . . disse...

*
o toque suave
da saramar, como sempre,
notável,
,
dançantes conchinhas
,
*

Kall disse...

So o amor é capaz de nos fazer e nos deixar assim lindas,perfumadas como essa linda rosa...sempre lindo teu blog.
Bjoss flor tenha uma otima semana.

adelaide amorim disse...

Grande é a doçura do amor correspondido.
Beijos grandes pra você.

Lena disse...

Lindo demais saramar !
adorei ler este poema
cheio de sentimentos e amor

Beijinhos

Multiolhares disse...

quando o amor é regado ele pode florir uma vida
beijinhos

Mimi disse...

Ah, Saramar, também eu postei uma rosa hoje e, para nossa alegria, todas as minha histórias tiveram finais felizes.

Claro, postei uma rosa, mas acho que jamais conseguirei escrever assim, com tanta beleza como vocÊ faz.

Gosto muito de abrir essa janela!

david santos disse...

Olá, Saramar!
Este amor dançando, o que não quer dizer de mão em mão, é dos poemas mais inimagináveis que alguma vez me tenha passado pela cabeça. Já escrevi milhares de poemas. Tenho algumas publicações, mas esta ideia é, quanto a mim, inigualável. Brilhante! Faz-nos sentir úteis, porque a qualquer momento surge uma ideia para nos fazer pensar.
Interpreto este poema de algumas formas, mas todas elas de grande nível e de grande originalidade. Não tenho vergonha em repetir-me: Brilhante!

(quanto à pergunta que me fazes: eu não voltar blogar)

Sim. Eu não volto a blogar.

O meu blog irá ficar para sempre em honra de Nurin Jazlim, uma menina da Malásia que foi assassinada por dois "gandulas" que todo mundo sabe quem são, menos a polícia. Lá, como cá, estamos "bem" dotados de justiça.

Vou dentro de dias para África. É lá que eu devo estar. É lá que posso ter utilidade. Eu já andei por lá várias vezes, mas hoje sinto que a minha presença pode ajudar a fazer rir uma criança.
Por isso, deve ser aquele lugar que me deve estar destinado.
Sou um homem com saúde e sem falta de algo que seja material, embora eu não seja materialista, mas que ando aqui a fazer? Ver matar crianças? Ver crianças passar fome? Ver pais sem terem que dar de comer aos filhos? Não. Este não é o meu mundo! Vou para o seio dessa gente, porque no seio dessa gente é que eu devo estar.

Ainda em relação ao blogar, eu quando tenho tempo faço uma ou outra visita por todo mundo para lembrar às pessoas que a pedofilia é uma realidade. Mas já o faço poucas vezes. Pois estive a fazer um doutoramento "Introdução Linguística" e as coisas quase me saiam mal, mas por fim lá consegui.

E pronto! Falei-te de tudo o que me ocorreu.

Abraços e até sempre.

David Santos

mundo azul disse...

É um poema muito bonito!
Beijos de luz e muita alegria no seu coração!!!

Paulino Dias disse...

Oi Saramar,

Para te agradecer a visita ao meu cantinho e te dizer que adorei o teu blog! Ja pus um link no meu blog para poder vir aqui banhar-me de poesia sempre...

Bjs,
Paulino

O Pedinte disse...

Por favor, visite o meu blog. Há uma razão especial para isso. Obrigado.

Cristal disse...

adoro teu modo de escrever de cantar e encantar o amor.

volte sim, adoro tua visita no blog.
beijos

Bill disse...

Amor para além das palavras, dias e tempo...

Amor puro... suave e doce (=

Beijo dona moça.

;**

ps: Obrigado por fazer parte do Realidade Torta

Patty disse...

Que maravilha, Saramar!
Que é se sentir assim.
Um dia chego lá.
Beijosssss

Leila disse...

Esta Menina Saramar não cansa de nos oferecer belezas, falando de amor com palavras que entram e ficam nos nossos corações.
Sucesso, amiga!

Leila Jalul

Georgia disse...

Saramar, por mais que eu tente escrever um poema, nao sai. Quando leio suas coisas, penso que seria fácil escrevê-las. Acho que meu caso é mesmo escrever textos ou estórias. Lindo de mais, parabéns!

E que bom que a experiência do Daniel pode servir de alerta para nós o mundo dos adultos.

Grande abraco e bom fim de semana

naturline disse...

Adar com um texto maravilhoso.
muito boas, mo' gostou muito, da mesma maneira que o blog, obrigado muito...
Grande abraco e bom fim de semana

Mulher na Janela disse...

há tempos não via um poema de amor tão magicamente cerzido, sara de mar e de amor.

lindo. lindo.

beijos.

Iara

Anônimo disse...

Tudo o que todas nós, mulheres, sentimos (um dia no passado, neste momento ou, quem sabe, um dia no futuro) mas, faltam-nos palavras, melhor, falta-nos saber jogar com elas, para dessa forma brilhante registar tão magnifico sentimento.
Cheguei ao teu blog através do Paulino e agora voltarei sempre.
Acabo de criar um cantinho meu, nada comparado com o teu mas quem sabe passeando, um dia desses... www.nu-de.blogspot.com
Abraços

Odele Souza disse...

Tuas palavras, lindas como sempre.

Um abraço e bom fim de semana.

Zeca disse...

Saramar,

o renascimento do amor pela manhã!
E sua gestação num baile, ao som de música que está entre as mais belas!
Dá vontade de transformá-lo em um poema de cabeceira. Pra ler e me encantar e inspirar doces sonhos de amor.

Beijos.

DE-PROPOSITO disse...

Pois é.
Em poesia é tudo muito bonito.
Um beijinho.
Manuel

Claudinha disse...

Olá Saramar!
Eu me vesti de vermelho para este baile e o vivi como descreveu e pensei ter sido a única. Apenas não soube usar as palavras magnificamente como você sempre o faz, por isto sou sua fã. Que continue sendo sempre manhã para este seu amor, porque anoitecer no descaso é muito triste e rosas precisam de sol...
Lindo, lindo, lindo seu poema!
Beijões menina!

Lunna Montez'zinny disse...

E a manhã abre suas janelas e desperta com um beijo lento, não é preciso muito mais.
Abraços meus...

Marco disse...

Fiquei imaginando este seu belíssimo poema na voz de um daqueles menestréis da Idade Média, recitando e tocando seu alaúde... Que coisa mais linda... Voc~e continua a ser a minha poeta favorita. carpe Diem. Aproveite o dia e a vida,

janaina de almeida disse...

Bela poesia, Saramar.
Celebre o amor, sempre!
Beijos, tenha uma ótima semana.

,,, aquela que voa disse...

Lindo!! em cada gota de orvalho da poesia desta flor. Lindo...!!!

Cadinho RoCo disse...

O amor se dipõe a quem se dispõe a ele.
Cadinho RoCo

Nilson Barcelli disse...

Do amor, já foi tudo escrito.
Dizem, porque lendo os seus poemas facilmente se chega à conclusão que não é verdade.
Magnífico poema cara amiga.

Beijinhos.

Frodo disse...

Oi, Saramar! Passei pra te desejar uma ótima semana!
Beijos.

Hermínia Nadais disse...

Muito bom... renascer para o amor todos os dias! Felicidades,

Bichodeconta disse...

Lindo poema, melhor dito, mais um lindo poema e uma rosa..obrigada..UM ABRAÇO, E A PROMESSA DE QUE VOLTAREI AQUI SEMPRE QUE O TEMPO O PERMITA..BEIJINHO, ELL

Luma disse...

Os amantes do amor, sempre arrumam um motivo para amar!! Beijus

Claudia Perotti disse...

Um amor arrebatador gostoso de ler.
Beijinhossssssssss

Magui disse...

Bela referência.