sexta-feira, junho 02, 2006

Passional


Gostaria de ter nascido argentina, com uma alma perigosamente passional.
Então faria o que meu coração e meu corpo ordenam, sem dúvidas ou hesitação.
Deixaria o que há ao meu redor e que já não tem sentido.
Iria ao seu encontro, viver desmesuradamente,
até nos esgotarmos de nós mesmos.
Que durasse algumas horas ou séculos.
Que nos reencontrássemos em outros universos.
Que fluíssemos por uns poucos minutos apenas.
Nada disso tem importância. Tudo é nada. Só você é tudo.
Mas, minha pobre alma é tímida.
Não obedece ao meu coração e muito menos ao meu corpo.
Por isso, fico aqui, vivendo do sonho de um dia encontrá-lo.
Por isso, essa ânsia em meu corpo, nos meus gestos.
Por isso, esse frenesi, essa eletricidade em torno de mim.
Por isso, essa doce tortura revivida a cada dia,
de ter não tendo, de sentir sem tocar, de amar sem ver.
Por isso, sou uma fênix a cada noite em seus braços, em suas pernas, em sua boca, em seu corpo. Por isso, meu amor aumenta de segundo a segundo, areia na ampulheta inexorável do tempo.

Imagem: Tina Chaden

17 comentários:

Ritoca disse...

Oi Saramar!

Que lindo seu texto, como sempre.

Nem sempre comento, pois me sinto repetitiva, o encatamento com esse seu jeito de revelar sentimentos, me deixa sem palavras, mas, sempre os leio. As palavras que tenho (ou que sei usar) já não são suficientes para descrever fielmente a emoção que sinto ao ler estes seus poemas. Bravo!
Gostei muito tb da imagem da ampulheta do tempo no fim.
Beijocas e um ótimo finde,
Ritoca

DE PROPOSITO disse...

Um sublimar de desejos.
fica bem.
Beijinhos.
Manuel

DO disse...

Ah,não,SARAMAR,argentina nãoooooooooooooooo,heheheh
Brincadeiras à parte,adorei o post. Sendo brasileira ou não,heheh
Otimo final de semana a vc. Beijos!

Jeanne disse...

lindo texto, inspiradíssimo reflete bem uma grande paixao, coisa boa que é...
isto é vida!
gostei muito do teu bog, beijos

Moita disse...

Adorei a prosa poética.

Todo o descontentamento e susto com o desejo de ser argentina, passou e tranformou-se em deleite de ler este texto, já no parágrafo seguinte.

Fiquei emocionado. Só.

mil cheiros

Santa disse...

Saramar, mesmo sem ser argentina,um lascivo como um tango.

Bjs

vera disse...

Saramar: a Santa disse bem, muito bem. :-) Bjs ao som de tango regado ao vinho

Magui disse...

Muito lindo .Mas , para mim, n�o tem homem confiavel para tanto.A menos que seja pessoal e ele detalhe.
http://somagui.zip.net

Bia disse...

Olá Saramar...

Belo texto!...

Obrigada pelo desejo de felicidades...

Bia (do Ale)

Márcia(clarinha) disse...

Querida,
Você é da pátria amada Brasil e daqui criará coragem e partirá de encontro a seu sonho...
Lindo texto!
Feliz domingo,
beijossssssssssss

+ Kazzx + disse...

Cara Saramar,

Não me fale isto, eles não são passionais, são dramaticos e chorões, convivo com uns 3 todos os dias e acha lenço...

Bjs e bom domingo

cilene disse...

e um lindo texto mesmo...bom domingo

Marco disse...

Querida Saramar!
Vim agradecer a sua amável visita ao meu Antigas Ternuras. Vejo que você é uma escritora de grande sensibilidade. Parabéns pelos textos.
Um grande beijo!

Delfim Peixoto disse...

è bom amar, mas dói! Espero que não necessite voltar a querer ser Argentina...espero que seja cidadã do Mundo e reencontre sua Paz, com esse amor desejado!
bjnhs doces

Freeman disse...

Saramar,
Quiçá pudessemos viver a plenitude de todo o amor contido, represado, guardado lá no fundo do nosso ser. Bom seria se expressássemos tudo o que vai na nossa alma, a cada dia, pois o viver pleno é isso. Mas, raramente vamos além de arranhar a superfície...e, guardamos tudo novamente sempre na esperança de um outro dia, de um outro amor...
É sempre bom ler "você"!

Anônimo disse...

This site is one of the best I have ever seen, wish I had one like this.
»

Anônimo disse...

Your site is on top of my favourites - Great work I like it.
»