segunda-feira, março 10, 2008

Solstício



É de fogo a tarde e te pressinto,
semente para sempre plantada,
que acalento e guardo.

O fogo que alimento
se queda brando em longa preparação,
e, em ímpeto de voraz arder,
queima o que em mim existe
de triste,
depois.

Em toda chama, amor,
guardo-te.
Em toda chama, o que poderia ser,
o solstício de nós dois.

22 comentários:

elisabete do encanto disse...

Minha fada!!


lindas palavras como sempre!!

escrevo tambem

http://republicapopulardacultura.wordpress.com/
aparece

Anne Baylor disse...

Solstício..
Todo mundo se aproxima e se afasta...
Disso é feita vida..

Bom te ler novamente.


=]

Zeca disse...

Saramar,

com toda a paixão lida em Solstício, lemos também a belíssima homenagem à mulher, feita em lindos versos no post anterior.

Beijos.

DriKa disse...

Saramar obrigada pela visita ,bom vim aqui e ler palavras tão vivas.
Bjs
Drika
fashion-family.zip.net

Mimi disse...

Queimou meu coração estes versos.
Ardeu, ardeu e doeu...

Gostei demais, demais.

Beijos, Saramar das lindas palavras

Lunna Montez'zinny disse...

Minha cara, é a primeira vez que chego aqui, nesta sua paisagem e de imediato me deparo com esse teu versar mais que intenso que me alcançou e deixou minha derme arrepiada. Adorei. Segue meu silêncio que expressa melhor o que eu sinto que minhas parcas palavras.
Abraços meus

adelaide amorim disse...

Solstício é uma riqueza de palavra, Saramar. Lindo poema.
Beijos.

carla granja disse...

minha amiga ! faz tempo que nao passo por aqui,pois estou no canada a passar ferias e o tempo tem sido pouco ,mas amei cada palavra que li . se quiserees passa pelo meu blog
_____*_*_*_*________*_*_*_*_
___*_________*___*__________*
__*____________*_____________*
__*______ ___ bjos____________*
___*___________Carla____________*
____*_______ Granja_______*
______*__________________*
________*______________*
__________*__________*
____________*_____*
______________*--*

frodo disse...

Querida, como sempre vc é muito gentil! Meus toscos versos jamais chegarão aos pés dos seus - seja em lirismo ou em poética propriamente dito. Mas eu continuo tentando (rs!), é tudo o que me resta fazer...
Beijos poéticos para ti!

Mar Arável disse...

Amar não é pedir

é conquistar

para dar e receber

Jôka P. disse...

Superbonito, Saramar !

Odele Souza disse...

Saramar,
Poeta eu...? Poeta é você!.

Um beijo.

mãe global disse...

Saramar,
hoje, 14 de março, é dia nacional da poesia. Sendo assim, passei aqui para dar um alô para uma poeta de mão cheia!
Beijos,
Rosana

Cristiane Moreira disse...

Muito bom vir aqui logo no dia da poesia e ler algo tão belo como o que acabei de ler.

Parabéns

Beijos!!!

Betty disse...

Saramar querida

Vim deixar um abraço e um beijinho pelo seu dia.

Vida longa a todos os poetas que encantam nossas vidas!

Anônimo disse...

Querida Saramar seus poemas exalar amor. Bom fim de semana, beijos cilene

BANDEIRAS disse...

Bom dia querida Saramar,

Que boa a vida, existam os versos que postas aqui.
abs.

Antônio J. Xavier disse...

Transformar solsticio em poesia!
Perfeito!
Como sempre...
Bjocas

Claudia Perotti disse...

Sempre a magia do querer, do amor, do desejo invandindo-nos e inspirando-nos ... Lindo!

Beijinhossssssssssss

Bichodeconta disse...

Linda forma de enaltecer a primavera e os seus encantos.. Solesticio, só por si tem o encanto do entardecer em que apetece ficar de olhar preso no horizonte..um beijinho, ell

Ursula disse...

Q lindo!! Beijos querida

Diogo Viana disse...

Ouso citar Florbela Espanca:

Ah, meu Amor! Mas quanta, quanta gente
Dirá, fechando o livro docemente:
"Versos só nossos, só de nós os dois!..."

Combina com o seu lindo!!!!