sábado, dezembro 03, 2005

Paixões


Às vezes, a solidão é tão boa! Mas, geralmente é muito pesada, um véu preto, debaixo do qual mal se respira. Impossível falar sobre isso com alguém. Ninguém quer saber dessa coisa estranha, ninguém quer assumir a própria solidão e não se interessa pela dos outros. Minha solidão não é triste, porém quase sempre derramo umas lágrimas, não por estar sozinha, mas por certas vontades que, satisfeitas, me povoariam, verdadeira China.

4 comentários:

Santa disse...

Uma maior solidão


Uma maior solidão
Lentamente se aproxima
Do meu triste coração.

Enevoa-se-me o ser
Como um olhar a cegar,
A cegar, a escurecer.

Jazo-me sem nexo, ou fim...
Tanto nada quis de nada,
Que hoje nada o quer de mim.

Fernando Pessoa, 23-10-1931

Jôka P. disse...

Eu assumo a minha solidão.

Ela é a minha melhor inimiga.

Taia disse...

Menina, quantos blogs você tem?
Tô mais perdida que cego em tiroteio!!!!

Beijão e vou anotar mais esse!

guto leite disse...

Fala ai Saramar ... e quem foi que falou em solidão aqui ... rsrsrs ... só pode ser brincadeira ... pô com tantos amigos ... ta certo são virtuais e dai estamos aqui ... pode ir botando um sorriso no rosto ... o garçom veio te convidar não pra ir pro bar mas pra fazer uma visita ao Chutando o Bardi ... assim vc me conhece um pouco mais ... e acaba com aquela impressão de garçom pingusso ...rsrsrsrs ... um grande beijo do amigo carioca guto leite ...
Obs: Vc nunca está só .. se trazes Deus no coração