sábado, julho 01, 2006

O que acontece quando o amor acontece?


Quando o amor acontece, assemelha-se a um transe ou um tranco e todas as borboletas se soltam do casulo do meu peito e saem pela tarde, suaves e coloridas.
Todas as bobagens românticas começam a acontecer como um filme açucarado a repetir nuvens e estrelas e músicas que foram escritas para o meu amor, todas.
Quando o amor acontece, minhas pernas ficam confusas e ando em danças.
Em arcos, meu corpo é meu avesso, despido de fortalezas, rendido, sem receios ou dores e então, vivo um feitiço de todas as cores, nos poros, na boca.
Todos os desígnios se desenham no meu amado e sou dele para sempre, Julieta, Scarlett, Florbela e Maria.
Quando o amor acontece, minha vida é carrossel de certezas girando em beijos e sonhos e também a ausência mais perfeita de receios, porque, entregue, deixo-me nos braços do meu cavalheiro andante.
Quando o amor acontece, é outro dia, outra vida, outro inquietante existir, pêndulo em que me lanço, dos nossos desejos.

Imagem: Robert Duval

14 comentários:

NajahDL disse...

Ah, querida, vim ler você aqui. Seu blog está ótimo e esse escrito, nem sei qual palavra usar. Perfeito, seria pouco. Fiquei encantada com ele. Você foi muito feliz nessas letras, de verdade. Um beijo cheio de carinho, Su

soslayo disse...

Saramar:

É minha amiga, quando o amor acontece
Tudo pode acontecer
Desde o corpo se despir
ao Sol se esconder!

Bonito. Um beijo

Magui disse...

E verdade.parece que estamos de eternas ferias.
http://somagui.zip.net

Marco Santos disse...

Querida Saramar: Muito obrigado por atender ao meu convite e ter respondido à pergunta que fiz. E respondeu em grande estilo! Ficou lindo o seu texto! As imagens que você propôs deixam um sabor delicioso em nossos olhos e trazem um doce refrigério em nossa alma. Já fiz um link no Antigas Ternuras para cá.
Beijo!

Ceci disse...

Saramar, bonito texto para o Amor, quando acontece a paixão, o sentimento enchendo o peito de arvoradas... Destaco este trecho, que me tocou bonitamente: ..."Em arcos, meu corpo é meu avesso, despido de fortalezas, rendido, sem receios ou dores e então, vivo um feitiço de todas as cores, nos poros, na boca" Um abraço de domingo, desejando amor perene em tua alma sedenta.

Nômade disse...

Bom dia,

O amor, sempre o amor

Impossível não se apaixonar

Simples mágica, infinitas vezes

Pode sempre recomeçar

Cristiano Contreiras disse...

Amor incondicional, puro sentir...

glória!

+ Kazzx + disse...

Cara Saramar,

A verdade é que ninguém sabe o que acontece, só acontece...

Bjs

Zeca disse...

Oi, Saramar!

Mais um texto maravilhosamente poético sobre o amor! Fico encantado com a facilidade com que você vai tecendo seus versos, dando-lhes cores e relevos que nos enchem os olhos e aquecem a alma.

Beijos, saudades,

manoel donini disse...

Que maravilha, quando o amor acontece.Tão bonita a narração que chega a nos envolver.Parabens mesmo.

DE PROPOSITO disse...

Quando o amor acontece, acontece...
Fica bem.
Beijos.
Manuel

Anônimo disse...

What a great site, how do you build such a cool site, its excellent.
»

Laila disse...

Querida Amiga Saramar:
Realmente, quando o amor acontece nossa vida vira do avesso, ou o avesso era antes do amor, o chão onde pisamos se transforma em nuvens etéreas e nosso coração vira um passarinho que canta, ri e chora ao mesmo tempo.

Anônimo disse...

I have been looking for sites like this for a long time. Thank you! »