quarta-feira, dezembro 12, 2007

Do imaginário querer



quero seus braços,
sedoso ninho e eu,
folha solta entre eles,
em deleite de pipa ao vento.
quero seus beijos de ninar desejos
em brilho do sol nascendo,
nascer em seus lábios
e neles morrer.
quero seu amor e saciedade
das madrugadas
e seus píncaros
e minhas ânforas.
quero nosso mar
e o pêndulo dulcíssimo
do seu corpo no meu.

Imagem: Alfred Gockel

17 comentários:

Helena disse...

Perfeito, Saramar, como tudo que escreves...dá para sonhar...
Bjos, poetisa preferida minha.

Freeman disse...

Querida Saramar,
Que beleza!
Quero um pouco da sua inspiração e da magia no seu exclusivo dedilhar das palavras...
Bjo.

PS: Publiquei em 10 de Novembro um post com uma das suas poesias...Uma das minhas prediletas.

Mar Arável disse...

nA VIDA TUDO É CONQUISTA

PARA NOS MERECERMOS

adelaide amorim disse...

Gosto imenso de vir ler os poemas que você escreve, Saramar. Um beijo grande.

Anônimo disse...

Pode haver coisa melhor do que esse "pêndulo dulcíssimo do seu corpo no meu"? Meu beijo. Jota Effe Esse.

Yvonne disse...

Saramar, o que dizer? Lindo.
Beijocas

MUTUMUTUM disse...

Lindo! Tbm quero tudo isso... rsssss

Abraços o/

Marco disse...

"Quero seus braços/sedoso ninho e eu"...
Você não me cansa de me surpreender...
Ah, saramar, Tenho pena do mundo de gente que não te lê. Eles não tem a menor noção do quanto estão perdendo.
Carpe Diem. Aproveite o dia e a vida.

frodo disse...

Mesmo no corre-corre do meu dia não poderia deixar de passar na sua casa e me deliciar com os seus manjares saborosos de poesia. Que estão mais 'calientes' que nunca!...
Beijos, Saramar!

Claudinha disse...

Saramar, você continua encantando -nos a todos! Lindo de viver! Beijo!

Robert Portoquá disse...

Oi Saramar!
Em visita ao seu Blog sonhei sonhos e vivi momentos maravilhosos.
Obrigado.
Beijos.
Robert Portoquá!

Poemas e Cotidiano disse...

Saramar querida:
Que lindo poema! Doce, como um caramelo.
Que linda imagem.
Um beijo
MARY

Sueli (http://suefb.blog.uol.com.br/) disse...

Este poema combina tanto comigo, hoje, amgia ... Delicioso! Beijo!

Lara Lírica disse...

Saramar, o seu poema é uma viagem de sonho, imaginação e emoção. Um oásis de sentimentos onde há muita beleza e sensibilidade. Parabéns! Um abraço!

Anônimo disse...

Oi,

Mar... Amar o sol de dezembro, ali fora, parece trazer você,
Em que esquina, bar, rua ou avenida, onde anda você?
Encantamentos.
bjs.

maristela disse...

Oi, Saramar. Passei para pedir que você faça uma poesia bonita como essa para a flavinha, nesta segunda, dia 17, na blogagem coletiva pelo www.flaviavivendoemcoma.blogspot.com
abraço

Marilac disse...

Querida Saramar,
Que linda poesia...
Das mais apaixonadas e perfeita para quem sente saudades como eu.
bjs

Marilac