quarta-feira, dezembro 26, 2007

Quimera

Foi o Natal, passou.
Recolho o imaginário sapato
da janela indiferente
que se abre ao sol do outro dia,
e nada sabe da insensata espera.
Só vela pelo sol e
o discreto tremer das flores
ao vento breve do fim da primavera.

Foram-se as luzes tão pequenas
e a minha espera de criança
(ai, quem dera).

Foram-se a estrela e a ridícula rena
pendurada em galho verde.
Oscilando também esperei...

quem sabe,
quem sabe,
quem sabe

era natal, eu esperei.

Não digam que não devia
por nem criança ser,
acreditar que viria
o presente, o noel,
ao anoitecer.

não digam.
era natal, acreditei.

de que vive, afinal,
quem ama como amei,
senão da miragem, da espera,
do som dos sinos
dentro do peito avisando,
abre a janela, é natal
e o seu amor já vem.
(foi quimera de natal, porém).

Imagem: Jonh Godward

11 comentários:

Meire disse...

O tempo passa tao depressa, daqui a pouco ja' estamos em um novo ano!
Feliz 2008!
Meire

Anônimo disse...

De poetisa para poetisa

Súbita frustração...
não conhecê-lo por inteiro
não bastar momentos verdadeiros
para revelar o negativo
de seu coração...

Mary Fioratti

Nomadez

Marco disse...

Um poema, que é um conto, que é uma história, que é lindo pra caramba. Saramar e sua caixinha sem fundo de surpresas e delícias.
Querida amiga, espero que o seu Natal tenha sido esplêndido. E desejo que o seu 2008 seja mais que magnífico.
Fique bem, fique com Deus. Carpe Diem. Aproveite o dia e a vida.

Frodo disse...

Minha querida Saramar, de tão belas palavras, que Deus continue a te conceder nesse ano que se aproxima, esse dom maravilhoso que Ele colocou nas suas mãos: o dom de desvendar os mistérios da vida e do amor através dos seus poemas. E que, além disso, Ele te conceda também o dom da felicidade e do sorriso sincero em 2008!
Um beijo no seu coração de poetiza!

Renata disse...

Querida amiga, desejo que o Amor invada a sua vida de maneira arrebatadora neste 2008..em todas as suas formas e possibilidades...

Bjos do coração!

Janaina de Almeida disse...

Olá Saramar, a magia do Natal passou emais expectativas para o Novo Ano.
vim aqui para te desejar tudo de bom e tenha um feliz ano novo,beijos.
p.s.:hoje estou completando um ano de blogsfera, vá lá quando puder, beijos.

Edna Federico disse...

Feliz 2008, muita saúde e energias boas!
Beijos

Odele Souza disse...

Há pessoas assim como você. Com total intimidade com as palavras.
Um texto bonito e comovente.
Um beijo.

Brancamar disse...

Bonito texto!
Sua poesia sempre nos deixa um espaço de reflexão e profundidade.
Beijos

Gisele Raquel disse...

Só hj conheci a história de sua filha Flávia...fiquei muito comovida, mas ao mesmo tempo admirada com a sua "força"...Fortaleza é sinônimo de mãe...Q Deus possa continuar derramando sobre vc suas bênçãos e com isso vc continue sua luta e acredite q a Flávia está sentindo todo seu amor e seu carinho .Um Ano Novo maravilhoso pra vc e q vc continue sendo esse exemplo para o Mundo.Deixo aqui o meu abraço em bora me parecer anônima ...mas sensivel e mãe como vc.Parabèns!!!

alguém+ neste mar de gente disse...

que lindo :) adoro os teus versos. de vez em quando venho aqui purificar-me...