segunda-feira, agosto 14, 2006

UM PRESENTE...IMENSO!


Sempre compartilho com meus amigos do blog, os presentes que recebo, já é um hábito.
Eu adoro presentes, já comentei aqui. Todos são tão especiais e lindos que fico voltando neles sempre para me reabastecer de carinhos e das belezas que cada um traz. E sempre me emociono.
Ontem, recebi outro presente. Imenso presente. Mal cabe em minha emoção. Estou nuvem, inundada e prestes a se derramar.

Devo ao meu amigo Altino, ter conhecido o Sérgio que escreveu essa maravilha de presente:

só Saramar, para sarar rios, florestas,vales,montanhas e savanas.
com uma doçura só vista em novela, ou de vez em quando no cinema.
flor madura. misto de alcaçuz e açussena.
sei que Saramar é plena.
restia de luz de sol querendo se por.
Saramar é poesia, sem precisar de métrica ou de rima.
Saramar, é fonte a exalar essências de humanidade.
é nota musical a navegar pelos bordões
e primas... por sustenidas emoções!!!
Saramar é campo, é cidade.
é coral, é "coralina". é mãe, é pai é menina.
lamparina, nas solitárias e escuras noites amazônicas.
Sérgio Souto

8 comentários:

Marco Santos disse...

Parabéns. Assino embaixo. Você é uma escritora de rara sensibilidade. Ele foi muito feliz ao escrever que voc~e é "coralina". Reconheço em você a precisão que a doce Cora tinha ao nos tocar a emoção.
Beijo.

vera disse...

LINDO SARAMAR! É a 'tuacara' MENINA! Parabéns à você. Você merece! :-) Beijo grande

Zé Carlos disse...

Sara, gostaria muito de ser um poeta para complementar este presente/homenagem a você que merece tanto. Você tem e traz a poesia no sangue e a delicadeza na alma. Só mesmo outra goiana de estirpe como você pode vir ilustrar este momento, nossa querida Cora Coralina:

POEMINHA AMOROSO

Este é um poema de amor
tão meigo, tão terno, tão teu...
É uma oferenda aos teus momentos
de luta e de brisa e de céu...
E eu,
quero te servir a poesia
numa concha azul do mar
ou numa cesta de flores do campo.
Talvez tu possas entender o meu amor.
Mas se isso não acontecer,
não importa.
Já está declarado e estampado
nas linhas e entrelinhas
deste pequeno poema,
o verso;
o tão famoso e inesperado verso que
te deixará pasmo, surpreso, perplexo...
eu te amo, perdoa-me, eu te amo..."


Um beijo deste amigo que gosta muito de ti, ZC

rubo jünger medina disse...

Saramar, maravilhas são as coisas que saem do seu coração e o Sérgio teve a sensibilidade de captar.
Merecidíssima homenagem esta! Desfrute bastante dela.
Beijos.

José Alberto Mostardinha disse...

Olá Saramar:
Como sempre é um prazer vir aqui ver as tuas novidades.
Este poema, a ti dedicado, está perfeito... eu subscrevo.
Um beijo,


Novo artígo no EG.

Márcia(clarinha) disse...

Doce Saramar
Mais um belo presente em forma de versos. Linda e merecida homenagem.
Linda semana querida
beijossssssssss

Poemas e Cotidiano disse...

Nossa minha amiga, que coisa linda!
Linda e merecidissima!
Voce eh tudo isso e muito mais!
Um beijo carinhoso
MARY

Angela Ursa disse...

Saramar, que presente e que homenagem lindíssima você recebeu!! De poeta para poeta!! Beijos da Ursa :))