quarta-feira, fevereiro 21, 2007

Descobrindo o amor

Descobrir o amor foi mergulhar em destemor, aventuras e riscos, o mel e as formigas.
Foi sentir o peito aberto como flor para o sol e a mente perdida entre claridades grandes demais.


Descobrir o amor foi enxergar nova estrada e ir por ela, indiferente às intempéries porque, sobre o chão, sou leveza,
só vejo flores no chão.
Foi desfazer muros e me fazer de rio para ir ao encontro do mar e seus ritmos e correntes.



Descobrir o amor foi embebedar-me de vinho amargo e inevitável e confundir meus passos com os seus, ouvir sua voz em minha boca e arder com seus medos e seus beijos.
Foi ver, nos seus olhos, o brilho dos meus.



(Em seus braços,
quero morrer de amor todo os dias)

Imagem: Shibata Zeschin


Hoje tem um pequeno poema lá no lindo mundo do Léo Scartezzini

15 comentários:

José disse...

Maravilha! Navegando em suaves águas ... Grato, José

Marco disse...

Saramar, minha filha... Não tem jeito! vou te contratar como minha ghost-writer! TUDO o que voc~e escreve é perfeito, eu assinaria embaixo sem nem hesitar!
Eu não fico dizendo isso pra qualquer um, não!
Este seu poema é uma sinfonia, é um primor de beleza que a gente só lê nos clássicos. Você é muito boa, querida Saramar!
Palmas pra você!

Dono do Bar disse...

Tanta coisa linda. Vai ver que é por isso que descobrir o amor não é nada fácil. Aos que o encontram, a glória!

Beijos.

DB.

Angela Ursa disse...

Saramar, vim olhar a linda paisagem dessas janelas abertas! Beijos floridos da Ursa :))

cilene disse...

ah amor....sera que existe??? bom recomeco ..depois desse carnaval interminavel..rstrs

Janaina Staciarini disse...

Ai, Sara!! Que coisa mais perfeita, mais linda, mais tudo!!
Amar é assim? É exatamente assim?
Quisera eu...
Beijos!
Eu to sumida, mas sempre visito meus "livros de cabeceira", viu?

elisabete cunha disse...

Descobrir o amor foi mergulhar em destemor, aventuras e riscos, o mel e as formigas.
menina,você é demais!
beijos

**C@tuli-> disse...

Ai, ai! Suspiros e mais suspiros! Que bela descrição do que é o amor! Seus textos com certeza não devem ser apenas lidos, mas sentidos!
Um abraço!

Flávio disse...

Clap, clap, clap! Muito bonito, viu? Parabéns! :)

Lino disse...

Felicidade e tristeza. Doce e fel. Integração e solidão. Gozo e dor e muito mais, pois tudo é o amor. E embora seja, às vezes, doloroso, como viver sem ele?

Márcia(clarinha) disse...

descobrir o amor te fez assim leve,meiga,querida!
lindo dia Doce Saramar
beijossssssss

Lulu on the sky disse...

Descobrir o amor é a melhor coisa do mundo....
Obrigada pelos cumprimentos q vc fez no comentário sobre meu blog ser um dos destaques.

Big Beijos

Ursula disse...

Uau, que coisa mais linda!!!
O amor te inspirou pra valer heim :-))
Beijocas

Tati Sabino disse...

è linda!!!
Como viver sem o amor????
impossível...inevitável!
Bjos
òtimo fim de semana!

PELADUZ disse...

Oi Sara,

Muito bonito, gostei muito tudo, mas dos brilhos dos olhos, deve ser lindo.
Bjs.