sábado, janeiro 05, 2008

Fugaz


Eu também tive um amor.
Íntimo ser de meus devaneios,
marcou meus rumos, indo por onde eu ia,
visão guardada, daquilo que não pude ter.

Eu também tive um amor,
Perfume a viver constante em minha pele,
a doer como um solo de jazz para ninguém,
ou o tango na madrugada dos perdidos.

Eu também tive um amor,
e não fui capaz de contê-lo,
que era, dentro do peito,
um sopro de cavalos alados,
tão fugaz!

Ai, o meu amor, perdido e belo...

Imagem: Nikki Crane

14 comentários:

Yvonne disse...

Ñão existe amor perdido. Todos eles estão guardados em nossos corações. Beijocas

Anônimo disse...

Você escreve e grita ao amor, mas não sabe o que isso é.

helena disse...

Lindooooooo....
Eu também tive um amor [perdido, eis que outro tomou o seu lugar]
Bjos, minha poetisa preferida.

Anônimo disse...

Domingo,

Dia de visita aos amigos, lembras?
Te amamos,

bjs.

Nomadez

Anônimo disse...

... perdido e belo... voou sem saber o tamanho de meu amor, coitado! Meu beijo. Jota Effe Esse. http://verdeeamarelo.zip.net

Anônimo disse...

Eu também...
Beijo agradecido.
José

suruka disse...

Ola Saramar
Pois toca todos.
Eu tambem tive um amor desses
( que voou que mas sempre deixa
a sua marca ).
Muito lindo o que li.

Quanto á tradição dos Reis.
Obrigado pela informação. E assim
vou sabendo que em Terras longinquas ainda se vive a tradição.

beijo

Alcinéa Cavalcante disse...

Gosto de começar a semana assim, lendo tua poesia - que aquieta nossa alma e faz o dia ficar cheinho de ternura.
Beijos.

Mar Arável disse...

O amor também se conquista

mas nunca é propriedade

nem proprietário


e também voa

Marco disse...

Ah, amiga Saramar...
De talento inesgotável, de imagens cristalinas de tão perfeitas... O que seria da blogosfera sem os seus poemas?
Carpe Diem. Aproveite o dia e a vida.

caiocito disse...

Ainda vive saramar. estava limpando meus linkados...quase vc foi junta. bj.

Janaina Staciarini disse...

Meu amor também é perdido. E belo. Mas não fugaz. É eterno.

elisabete do encanto disse...

Minha fadinha

Você sempre sabendo tocar fundo no meu coração!!

linda!

Grace Olsson disse...

Ai, Saramar, eu posso postar este poema um dia, em meu blog ou não...(claro que vou dar os créditos a ti).Beijos e dias felizes