sábado, maio 24, 2008

Quando meu amor vier...


Na longa noite da minha janela azul
ouço os passos do meu amor em súbita vinda
o coração louco, o arrepio nos espelhos
acesos desta luz que se anuncia
em seu cavalo amarelo,
minha vida, meu amor que vem, enfim.
Já o pressinto após a noite
e a música dos seus passos acordando
a felicidade de quem se despede da madrugada.
Minha alma depois de toda ausência,
alvoroçada, a pressenti-lo
ofuscando a invejosa manhã
e sua mão colorida de todas as flores
abrindo o dia e os gestos de amar
do meu corpo que já os esquecera.

(quando o meu amor vier...)

17 comentários:

Mimi disse...

E que não demore para nenhum dos dois!

Pata Irada disse...

Qando o meu amor vier...
A espera sempre faz o encontro ainda mais lindo.

maristela disse...

Ô coisa boa essa espera. Que saudades desta sensação. bj

Mário disse...

Sempre nos presenteando com lindos poemas. Bom domingo, Saramar.

Odele Souza disse...

Além do texto belíssimo, até a foto é romântica Saramar. Um lindo portão vai se abrir quando te amor chegar...
Um beijo.

david santos disse...

Belíssimo, Saramar, belíssimo.
Parabéns.

Deusa Odoya disse...

oi minha nova amiga Saramar.
adorei seu texto e as msicas também.
Estas de parabéns.
beijos e um bom fim de semana com muita paz e amor em seu coração.
te aguardo no meu cantinho.

sua nova amiga.
Regina Coeli.

Luma disse...

Saramar, como o amor gera ansiedade! Que ele venha abrandar essa alma alvoroçada, colorindo o seu corpo com pétalas de arco-íris! Boa semana! Beijus

Sonia Regly disse...

Saramar,
Simplesmente maravilhosa poesia!!! Mexe com nosso ser.Vou linkar seu Blog, apa sonhar quando vier aqui!!!

Anônimo disse...

Que ele venha acalmar seu coração minha doce Saramar.
Enquanto eu espero com a certeza de que [meu amor] não virá :(
dias lindos amiga
beijos
Márcia(clarinha)

*em junho volto para brincar ;)

Marco disse...

O seu poema é visual. A gente vê este filme passando diante dos olhos. Sente a ansiedade, as palpitações. Você é um caso muito sério, Saramar... Ah, se eu fosse inspirado assim! Carpe Diem. Aproveite o dia e a vida.
Marco (sem "S")

Sonia Regly disse...

Agradeço a visitinha, gostei muito. Coloquei uma continuação do Post : Saude no Rio de Dom João.

Mimi disse...

Saramar, vim te responder, mas Clarinha já o fez.

beijos

Sonia Regly disse...

Saramar,
coloquei uma interessante postagem sobre o perfil do jovem brasileiro e seus problemas.Seu comentário é de grande importância para mim.

Edson Marques disse...

Saramar,

belíssimo texto!

Mas para que um amor venha é preciso que algum se vá...




E deixar que parta uma amor que se partiu é um prazer!

Abraços, flores, estrelas..

Moura ao Luar disse...

O amor é uma, senão a maior, fonte de sonho! Que se realizem todos... um beijo

Frodo disse...

Não preciso dizer que é um belíssimo poema, Saramar. Preciso só perguntar: somente eu vi morte nesse seu belo poema?...
Beijos!