segunda-feira, maio 08, 2006

Suas palavras



Ai, essas palavras que me diz, ilusórias, algodão a se desfazer docemente em minha boca ou mordida em minhas entranhas.
Desassossegam-me.
Suas palavras são mundos onde me perco e me entrego, após luta inefável.
Suas palavras, armas que me ferem tal qual seus beijos e sinto vontade de me fazer em pedaços para o seu degustar.
Suas palavras permanecem em mim, estacas, falos, espinhos.
Em suas palavras, às vezes, há meiguice, inesperada e cruel, a me fazer chorar.
Suas palavras...

Imagem: Alexandra

5 comentários:

Rubo Jünger Medina disse...

Suas palavras me dominam, mandam na minha vida. Ah! suas palavras...
Beijos, Saramar.

cilene disse...

pois que vc encontre logo o autor dessas palavras...

Moita disse...

O autor dessas palavras é o cerebro criativo da poeta saramar.

Ela as cria em fornadas continuas, como quem faz pão pra sua alma, mas que, na verdade, alimenta a alma dos outros. A minha vive saciada.

mil cheiros

Lia Noronha disse...

Saramar: suas palavras...encantando a todos nós...sempre!
Obrigada pela carinhosa visita ao meu Cotidiano.
Boa noite e beijos mil.

Moacir Caetano disse...

palavras são arma, são álcool, são beijo...