sábado, fevereiro 02, 2008

Do amor, quem sabe?


Quem sabe o amor seja um rio
e suas pontes
levando,
de um lado
para o outro lado,
a solidão, o vazio
de quem se cansou
de só ser?

Quem sabe o amor seja uma queixa
e sua fonte
derramando dos olhos
o que antes fora
a certeza
de para sempre ser?

Quem sabe do amor,
quem sabe?


Imagem: Mike Jones

17 comentários:

frodo disse...

Minha poetiza querida, desejo-te um ótimo carnaval, cheio de paz e amor. E sem saudade...
Beijos!

HELENA disse...

Amei...
Quem sabe do amor?
Bom feriadão, minha poetisa preferida.
Bjos.

BANDEIRAS disse...

Sara,

Quem sabe do amor, quem sabe.
abs

Hawaii disse...

Saramar, sou a Sandrinha da campanha dos quadradinhos com amor q vc viu a Lucy publicar, vim te agradecer de coracao a disposicao em nos ajudar a aquecer quem tanto precisa, mesmo fora do pais eh possivel ajudar quem precisa, e dizer q o povo brasileiro jah tem muita coisa de graca e nao liga eh coisa de quem quer cruzer os bracos e dizer: nao eh comigo q se dane.
Td q se faz com amor e carinho eh sempre bem vindo, nao me importa se irao usar ou nao, mas mimnha parte nos como eu e vc estamos fazendo.
Um grande beijo, se puder me enviar um email:meglitle@hotmail.com para eu te dar o endereco em Sao Paulo p serem enviados.
meu blog eh:www.brasileirinhanohawai.blogspot.com
tbm vou te adicionar lah p nao perder o endereco , coisa boa a gente nao perde o caminho.
Se precisar de algo estou aqui, gritaaaa

Renata disse...

Acho que todo mundo sabe do amor. Do amor que teve, do amor que não teve, do amor que é.

bjos e ótimo carnaval

Angela Ursa disse...

Saramar, lindo esse poema!! O amor, esse grande mistério. Beijos carnavalescos da Ursa :))

..::Andressa::.. disse...

Olá! lindo poema!
quem sabe do amor? concordo com a renata q todo mundo sabe... mas nem todos entendem o que sabem

bom feriado! abraços

Meiroca disse...

Amei!

Essência Brasileira disse...

Bom dia Saramar querida
Realmente! Quem sabe sobre este sentimento? Quem saberá?
Esta sensação que nos toma por inteiro e nos arrebata o coração e que às vezes nos faz flutuar e em outras nos toma por uma dor avassaladora.

Lindo poema.

Beijos no coração e obrigada por sua visita tão epsecial.
Tenha uma semana abençoada... Sil

Anne Baylor disse...

Quem sabe mais poesia pra contar?
Quem sabe mais mais acordes pra tocar?
Quem sabe a vida seja só amar...
Quem sabe...

Saudade de vc, doce!!!!!

Beijos.

Janaina Staciarini disse...

Quem sabe do amor Sara? E quem sabe, ensina?

cilene disse...

Nao sei do amor, amiga, mas sei que gosto de vc.

DE-PROPOSITO disse...

Quem sabe do amor,
quem sabe?
---------------
_Eu não sei. E nem sequer imagino o seu sabor. É um petisco que nunca comi. Acho que não se encontra à venda.
Fica bem.
Felicidades.
Um beijinho.
Manuel

Rose disse...

ah, ninguem sabe na totalidade, aplica-se muito a tentativa e erro...

beijos

Janaina de Almeida disse...

Quem sabe o amor é um rio que deságua ao mar que é a paixão.
Um abraço.

Anônimo disse...

Quem sabe o amor não é uma ilusão? Uma gostosa ilusão? Jota Effe Esse.

Frida. disse...

Belissimo teus escritos.
Beijos.