segunda-feira, junho 04, 2007

O JOGO DO SETE



O querido Suruka me propôs o desafio do jogo da verdade.Tentando ser concisa (sem conseguir, claro),
acho que é assim:

7 coisas que preciso fazer antes de morrer
Ir visitar minha filha, no estrangeiro
e de lá, refazendo o caminho de Cabral,
atravessar o mar que me separa de Portugal.
Ver a neve, de preferência bem agasalhadinha
e nela brincar, criança que ainda sou,
de amarelinha (ou será branquinha?).
Publicar um livro, cumprindo a sina dos vivos,
que filhos já tive e árvores já plantei.
Mudar-me para o nordeste do Brasil,
lá, sou amiga do rei.
Gravar um disco com as canções
que gosto de cantar junto com os amigos.

7 coisas que mais digo
Gosto de falar ora, ora.
Sem dúvida, digo sempre,
assim como os beijos,
que distribuo (em palavras)
indiscriminadamente.
Mas, que coisa!
Há coisa melhor que beijar?
Digo à toda hora,
Você está linda (o)!
Porque a beleza nas pessoas
nunca pára de me encantar.
Mas, se é para andar
eu sempre digo:
Ai, ai
Que preguiça!


7 coisas que eu faço bem
Das coisas que faço bem,
tenho pouca notícia.
Escrever, talvez seja uma dessas,
se bem que prefiro muito é rir
e planejar festas.
Comprar besteiras é comigo.
O que melhor faço, porém, é conquistar amigos
e ler,ao mesmo tempo, vários livros.
Eu sei perdoar, ah! sei,
por isso minha alma é serena.

7 coisas que eu não faço
Ainda sou pequena,
então, não saio à noite sozinha,
nem xingo palavrões que, para isso há pena.
Uma delas é tomar banho frio
que não faço nem por castigo,
mesmo quando não consigo
parar de comprar sapatos e livro.
Livros, ai, ai, são sempre eles
que me impedem de dormir cedo.

7 coisas que adoro
Livros, livros, livros, meus namorados
eu os adoro, já disse mil vezes.
Só os troco por festas de amigos,
onde faço o que gosto.
Cantar, cantar, cantar e
Tomar cerveja geladinha e um violão.
De escrever poesias não abro mão,
ouvindo Elis Regina,
e de me lembrar da menina que ainda sou
e de todo o amor da minha infância feliz.
Adoro também ganhar flor.

7 coisas que odeio
Ódio é uma plavra forte,
que não combina comigo,
mas basta uma grosseria
e perco o rumo e o abrigo.
Pessoas que gritam me afligem
e, se ouvir palavrões,
fico toda desconcertada.
O mesmo se dando quando ouço música sertaneja,
que é coisa que não gosto.
Falsas promessas me entristecem
apesar de saber o quanto são fáceis de fazer.
Não gosto de pessoas fúteis
Mas o pior de tudo é ver criança triste.

12 comentários:

suruka disse...

Querida SARAMAR.
Parabens por ter cumprido o desafio que lhe propus.

Agora te conheço um pouco melhor.
Você é linda, menina.
Sim, com a idade que tem não deve mesmo sair à noite, ( ainda não deve ).

Agora vou destacar duas coisas das que respondeu:
Antes de morrer quero:
-REFAZER O CAMINHO DE CABRAL.
O que mais gosto:
- Adoro ganhar flor.

( tanta coisa em comum, tu cantas e tocas violão)

beijos com ternura do suruka

Loba disse...

ai ai ai... eu estou ainda respondendo por etapa...rs...
Adorei saber mais de vc por aqui, viu? E me surpreendi com uma coisa: filha no estrangeiro? Nossa... mas filha grande? rs.. Nunca imagineir!!!
Beijocas moça

Angela disse...

Minha querida Saramar, este desafio já anda a navegar na blogosfera há já algum tempo mas nunca vi ninguém responder como tu! Até aqui conseguiste criar poesia!!!

Gostei muito de te conhecer melhor e há certas coisas que escreveste que me fizeram sorrir porque em tudo revelas sensibilidade. Mas confesso que o que mais me agradou, de facto, foi a forma como respondeste. Que dom que tu tens!

És fantástico e esse livro teu tem mesmo de ser publicado!

Um beijinho grande.

guto leite disse...

Por isso que eu te gosto tanto ... vc é simplesmente fantastica... beijo grande meu ... guto leite

teresamaremar disse...

Olá Saramar :)

peço desculpa por só agora vir agradecer as tuas palavras, sei que o devia ter feito bem mais depressa

Adorei o que no teu texto acima li :) quer o conteúdo quer a forma como está escrito... bem disposta, feliz e, ficamos todos a saber bem mais de ti.


Um beijo grande

Anônimo disse...

Saramar,
para mim não são grandes novidades e julgo que a única coisa que surpreendeu, foi saber que tocas violão e gostas de cantar, se cantares com a paixão com que escreves eu vou ficar todo o tempo do mundo a escutar-te.
Sobre a publicação do livro, espero que não tenha a memória curta.
Um beijo.
miguel

Rosangela disse...

Simplesmente perfeito...até assim consegues tirar poesia...Estou viciando e virando fã viu...
Beijinhos

Nena disse...

Saramar, primeiramente te agradeço o delicado elogio do meu texto. Realmente gostei!!!

sobre sua lista: nada melhor do que saber usar as palavras, como vc faz.
Ficou bonito demais, puxa...


beijo

pianomanga disse...

Ola Saramar,sorriso de menina dos olhos de mar(acho que e do Chico)
De tudo que voce deve, gosta ou nao de fazer,jamais deixe de ir ao
nordeste,(Maceio,principalmente) e
tambem em hipotese nenhuma abandone
o violao.o restante fica a seu bel
prazer.Tudo no seu blog e maravilho
so, voce e maravilhosa,estou apaixo
nado pelo blog e por voce tambem.
Claro que e brincadeira, com todo o
respeito.Forte abraco.

Anônimo disse...

Menina Saramar, cuida! Tá na hora de gravar o disco. O livro, não precisa correr. Nós te lemos todos os dias.
Um beijo grande. Que Deus te ajude a realizar os sonhos. Riqueza tens muitas, principalmente os amigos e a vontade de sorrir.
Bom feriadão.
Leila Jalul

Ricardo Rayol disse...

Que belissimo post informativo, deu uma nunce toda sua ao jogo, parabéns.

Marco disse...

Seus sete, menina poeta
Divertem meu dia gris
Deixo de ser asceta
Me torno riso feliz.