segunda-feira, junho 25, 2007

VERMELHO

Troquei o batom por vermelho sangue.
Fingindo a beleza da luz, acendo um farol,
sinal aberto dos caminhos
que o amor finge desconhecer.
O amor se perdeu antes de chegar.
E eu, que sempre espero
em cantos do mundo,
a travessia de tão grande mar,
ouço, às vezes, seus passos
se distanciando.

O único sangue é esse batom novo
e a ferida do amor,
de mim tão distante,
que se esquece de amar.

Imagem: Haley Brown

Hoje tem poeminha novo lá no blog do Leo.

14 comentários:

Nena disse...

Saramar, votei em você no meu bloguinho para uma das 7 maravilhas da blogosfera.
Não devo ser a primeira nem a última, tomara!

Basta ler qualquer coisa escrita aqui para entender...

Beijo carinhoso

Novamente, só consigo ficar em silêncio e te admirar..

Jota Effe Esse disse...

Que tolo é esse amor, que se esquece de amar, mesmo com o sinal aberto! Beijos.

Joana Dalila Santos disse...

O amor é sempre tolo

Edna Federico disse...

Às vezes o amor teima em fugir de nós, né...dá um trabalhão fazê-lo voltar.
Beijo

Poemas e Cotidiano disse...

Que coisa mais linda de poema minha doce Saramar...
Vir ao seu Blog, ler seus poemas, ver as fotos, a delicadeza de tudo, reflete sua doce feminilidade, e sua personalidade.
Um beijo querida.
MARY

Claudia Perotti disse...

Mais um lindo e intenso poema, querida!

Beijinhossss

Loba disse...

Amor que se esquece de amar precisa ser acordado, viu?
Poema lindo, intenso e ultra-amoroso. Tudo que gosto num poema! rs...
Beijão, moça

Anônimo disse...

Saramar

QUE LINDOOOOOOOOOOOO!!!

ELISABETE CUNHA

*COMO CONSEGUE ESCREVER TANTAS COISAS LINDAS?

Yvonne disse...

Menina, batom vermelho dá muitas idéias boas na cabeça. Eu gosto. Beijocas

Rosangela disse...

POema lindo como sempre...Vou colocar um link, porque já sou fã...
Beijos e um lindo final de semana...

Graça da Praia das Flechas disse...

SARAMAR QUERIDA , ATÉ Q ENFIM CONSEGUI CHEGAR ATÉ AQUI ! AMO TUDO Q VC ESCREVE , PQ VC É DE UMA SENSIBILIDADE SEM PAR ...GRAÇA DA PRAIA DAS FLECHAS .

teresamaremar disse...

Baton... tintas... máscara.

Máscara que finge. Ou oculta, omite... para que se não finja.

A máscara que vestimos, a cores estridentes vermelho-baton.


Um beijo.

Moita disse...

Lindo! muito bonito.
És a poeta que tira das palavras, o fôlego.
cheiros

suruka disse...

cor batom hummmmmm
meu coração é vermelho

bj