sábado, agosto 18, 2007

Confissão

Confesso que queria o amor.

Todas as insônias, as reticências
e minha voz calada,
todos as músicas de amor e as palavras girando,
todo o mar, os cais invisíveis,
essa cegueira de nada mais ver,
a falsa mansidão das minhas mãos sem pouso,
as paredes que desmanchei,
a fome, a mancha, o mofo, a morte,
todas as noites que inventei
e todo dia reabrir as bicas, acender o fogo, o suor,
são o desaguar do meu amor,
esse lobo faminto, sozinho.

Por não ser, o amor me nega.
Por se negar, o amor me desfaz.

Eu queria ser feliz
e a ausência do amor não deixa.

Imagem: Nicoletta

15 comentários:

Tigrão disse...

Hi,

Boa noite Saramar.
Bjs.
Nomadez

Yvonne disse...

Como de hábito, mando beijocas para você morrendo de inveja por não saber escrever tão lindos poemas.

Mar Arável disse...

Parece que na vida andamos todos trocados e de quando em vez sentamo-nos nos apeadeiros como se tudo não fosse conquista

Mari disse...

Olá,amiga
Que lindo!
E quem pode ser feliz com a ausência do amor?Também sou completamente dependente dele...
Bjs

elisabete do encanto disse...

Minha fadinha das palavras!Tenha uma semana linda!!!

adelaide amorim disse...

Belo belo, Saramar. Às vezes é assim mesmo. Um beijo e uma boa semana.

Jota Effe Esse disse...

No início pensei que era Clarice Lispector falando, depois te reconheci na incessante busca do amor. Meu beijo.

Anônimo disse...

Eu também gostaria de ser feliz, mas a ausência do amor impedr.
Menina, você é abençoada. Deus te conserve assim.
Leila Jalul

André Teixeira disse...

Não queira o amor, querida:
SEJA-O!!! Tenho vivido intensamente o que quero viver, como se cada dia fosse o último, tantando fugir do lugar-comum (mesmo que este seja também um lugar-comum)e fazendo as coisas que faço da única forma que as coisas tem que ser feitas: com PAIXÃO!!!
Sossega o coração, pois esse riso lindo que estampas em seu Overperfil irá iluminar, quando tiver que ser, a manhã de um outro coração.

GRANDE beijo!!!

Renata disse...

amiga faço das tuas as minhas palavras, sem tirar nenhuma...infelizmente...meu coração está despedaçado...

mesmo assim a getne continua indo, né..

bjos e ótima semana

Edna Federico disse...

A ausência do amor é realmente triste e falo do amor em todas as suas formas!
Beijos

Leticia Gabian disse...

Querida,
As insônias têm o poder de aumentar todas as nossas dores, dúvidas, saudades, fomes..... Tudo, enfim.
Como te percebo!
Beijo grande

Alle Nascimento disse...

parabéns pela escrita. Confesso tbm, queria o amor!

abç

Ritoca disse...

Oi Saramar!

Que belo texto!...

A gente fica sem ter o que dizer depois que o lê. Vc já disse tudo.
Deus te conserve este dom.

Beijos

suruka disse...

És de facto uma escritora de sentimentos
de desejos de paixões.

Quanta imaginação e quanto saber.

És muito inspirada, confesso.
bj