sábado, agosto 25, 2007

Langor


E renasço, enfim.
Na dança dos seus braços
no seu peito em descompasso,
nos sôfregos acordes em stacatto,
no caminho que rabisco preguiçosa,
em suas costas,
desenho de langor, abraço.
Enfim, meu corpo no seu,
lasso.

Imagem: François Boucher

17 comentários:

Tigrão disse...

Lasso,
Conheço essa palavra,
penso assim, não fosse
stacatto.
Falaría-mos de música?
bjs.

Mar Arável disse...

TALVEZ UM DIA O SEU LAÇO NO CORPO DELE

A VIDA É FEITA DE ACORDES

Renata disse...

Renasce como a fênix...

bela semana, amiga!
bjos

Nena disse...

ah, bela partitura...

Bela Saramar...

um beijo, querida

Ana Luiza disse...

Que lindo esse desenho do amor... só uma palavra: lindo! Beijinho.

Yvonne disse...

Lindo como sempre. Beijocas

Claudia Perotti disse...

Renascer é sempre bom!
Bonito menina!

Beijinhosssss

Lord Broken Pottery disse...

Saramar,
Gostei dos últimos versos e das segundas intenções, veladas, que existem neles. A brincadeira sonoro entre o lasso e laço.
Beijão

O Meu Jeito de Ser disse...

Renascer é sempre maravilhoso, agora se é possível em braços amado, o renascer pode ser melhor ainda.
Um beijo

Betty disse...

Amiga querida!
Aos poucos vou tentando voltar ao convívio virtual. Por enquanto é só uma passadinha rápida para deixar um abraço cheio de saudade.
Lindos versos!
Betty

cilene disse...

Renascer e que melhor pode acontecer em nossas vidas

Marilac disse...

Saramar,
Quel lindo, renascer assim nos braços do amado!
E pintura combina perfeitamente !

Bjs

Marilac

Ricardo Rayol disse...

E dessa mais perfeita lassidão, envolvemo-nos em um abraço.

Jota Effe Esse disse...

Muito lindo esse "desenho de langor". Só o amor pode criar essa imagem. Meu beijão.

Joana Dalila Santos disse...

Fizeste-me lembrar o abraço. E como eu os adoro.
*

suruka disse...

Poucas palavras
e tanto aqui escrito.

Boa semana.
bjs

crisblog disse...

ai...quanta inveja...

Beijos.