segunda-feira, setembro 17, 2007

De amor, não sabia...

E eu que imaginei saber do amor, o aroma, nada sabia de comunhão e profanos desejos.
Apenas, de longe, sentia esse arder que agora envolve meus sentidos
e a garganta que se tranca quando quer cantar.
O que sabia eu da ternura quente que faz dançar meus braços,
adiantando-se à tua chegada?
Nada, meu amor, nada.
Desconhecia esse desespero de saudade que adormece os relógios
e me submerge em agonias de espera.
Os sabores que guardo na boca, todos novos, mal os seguro,
nesta nova ânsia
de que venhas prová-los.
Meu canto, amor, só tem uma palavra:
o teu nome, em chamado de urgências.
Procuro teu cheiro nas flores que amo, nos livros, nas pedras.
Procuro-te nas noites e só em sonhos, encontro o beijo
que me desfaz em rosa cálida para sua boca
e deixa minha alma amarfanhada de noturnos e doces enleios.
E eu, que imaginei ter conhecido o amor!

Imagem: Rossetti

12 comentários:

Nena disse...

Eu que sempre quis conhecer o amor, quando me foi apresentado, não o reconheci.
Foi processo demorado...


Um beijo grande, Saramar.
Saramar, é lindo esse nome...

Daniele disse...

Mais uma vez a nossa poetisa que tece o amor em versos como poucas, nos honra com mais uma obra tocante.

E nesse encanto, impregnado pelo canto, no descanso de um amor iluminado.

beijos na sua alma,

Edna Federico disse...

A gente sempre acha que conhece o amor, que sabe tudo sobre ele...ledo engano.
Ele chega e nos arrebata, exatamente assim...
Lindo, Saramar.
Beijo

Mar Arável disse...

POIS ! O AMOR É UMA CONQUISTA NÃO É UMA PAIXÃO.

nÃO DISSE NADA FOI SÓ - UM PARECER

Poemas e Cotidiano disse...

Que lindo minha querida amiga!
Doces palavras regadas a sonho e paixao...dominante, que arrasa...
O amor...pode ele ser maior e maior a cada vez?
Um beijo carinhoso
MARY

Sueli disse...

Difícil saber o que é o amor, pois cada amor é um amor diferente, por, por mais que estejamos certos de conhecêlo, mais surpresas encontramos ... boas ou más. Beijo grande!

Joice Furtado disse...

Coisa linda esse poema. Vc como poeta e mulher sabe o pq de nós "seres humanos" procurarmos tanto o amor. Amor, uma palavrinha só mas que tem tanto significado.

Um forte abraço

Nena disse...

Ganhaste um beijo meu no meu blog, viu?

agora ganhas outro aqui no teu!

Claudia Perotti disse...

Um amor que toma posse do corpo, da alma, dos sentidos e dos pensamentos... Um amor infinito!

Lindo!

Beijinhossss

Cadinho RoCo disse...

Pois quanto mais penso conhecer o amor, mais sou surpeendido por ele. E haverá viver melhor do que o do amor.
Cadinho RoCo

Marco disse...

O amor parece nunca revelar sua identidade. ele se compraz em aparecer oculto em dobras. Mas você jogou luzes nos seus caminhos. A gente lê suas belas palavras e fica com a lanterna na mão para encontrá-lo. Isso para quem ainda não o encontrou, é claro...
Carpe Diem. Aproveite o dia e a vida.

Ricardo Rayol disse...

Acho que ninguem conhece o amor..mas só vc para descreve-lo tão bem.