sábado, março 24, 2007

CANTIGA

Canto o meu amor no céu da boca
canto-o, melodia de ausências
e minha voz pequena não alcança seu destino.

Ando por aí, canto com os pássaros,
falo às árvores
pedindo para avisá-lo do meu grande amor
e da saudade que não emudece.

As estrelas já me conhecem e se enfadam
da mesma cantiga todas as noites
e lá de longe, frias, parecem me dizer:
- Esquece.
Hoje tem poema novo lá no lindo blog do Léo. Quer ler?

Imagem: João Martins Pereira

18 comentários:

Egon disse...

"Ora (direis) ouvir estrelas! Certo
Perdeste o senso!" E eu vos direi, no entanto,
Que, para ouvi-las, muita vez desperto
E abro as janelas, pálido de espanto...

Anônimo disse...

Fada?
Anjo?
Os dois, ao mesmo tempo?
Brinca não!

Leila Jalul

Jota Effe Esse disse...

Esquecer? Nunca! Se é dessa lembrança que vivo... Beijos.

rubo medina disse...

você já experimentou contar pras estrelas o que se passa no seu coração? com certeza elas nao diriam "esquece".
Beijos, querida. Desculpe o sumiço.
http://napontadolapis.zip.net http://dulcineia.blogspot.com

david disse...

é poesia....só vc não sabe :)

Anônimo disse...

Esquecer nunca.
um beijo
miguel

Dora disse...

Sua missão parece ser essa: cantar, em verso e prosa, as melodias dos sentimentos. Mesmo que muitos a impeçam de "cantar"(o que não é possível, na verdade...) sua voz não se calará. Ainda bem. Para mim, para nós todos que temos ouvidos atentos para ela e somos ansiosos dela...
Querida Saramar. Recebi sua carinhosa carta e fiquei surpresa ao constatar que ainda não tem livro publicado! Imaginava que há possuísse até mais de um...
Pois, lance-se. Vai conseguir isso. Não há de ser difícil, com a quantidade e a qualidade de seus escritos!
Torço por você!
Beijo enorme!
Dora

conchitamachado disse...

Saramar,
Uma Alegre e muito Feliz
Primavera!

BeijinhoCarinhoso

Claudinha disse...

Como se esquecer fosse assim fácil, como se as estrelas pudessem deixar de estar em nossos céus... Não esqueça! Lindo! Beijos!

Márcia(clarinha) disse...

Esquecer? Jamais!
dessas lembranças são feitos os dias.
linda semana doce Saramar
beijossssssssss

Marco disse...

Sua voz não é pequena, sabem disso os pássaros e as estrelas. Quem tem o dom da poesia como você canta alto e forte. Até a altura das estrelas.
Bom domingo. Carpe Diem. Aproveite o dia e a vida.
(P.S. Já votei no melhor blog de poesia que eu conheço: Abrindo Janelas, é claro!)

Eärwen Tulcakelumë disse...

Como sempre ótima!
Deixo-te pérolas incandescentes de saudades.
Eärwen
26.03.07

Lino disse...

Será que o enfado pode chegar às estrelas, mesmo com tão belo poema?
Acredito que não.

Sueli disse...

Estrelas... eternas testemunhas dos nossos devaneios. Quantos e quantos "esquece", elas dizem todas as noites. Eu, por exemplo, já perdi as contas de quantas vezes ouvi ... Sara, sou fã ardorosa de suas poesias (já fui conferir no Leo). Beijo grande!

elisabete cunha disse...

Você enfeita a minha vida!!
beijos..

Manoel Carlos disse...

Por ventura ou por desgraça, esquecer não depende de uma decisão racional.

Yvonne disse...

Mais um presente lindo para nós seus fãs. Beijocas

Poemas e Cotidiano disse...

O amor nos faz conversar com a lua, estrelas, natureza... E as respostas sao aquelas que estao dentro do nosso coracao, do nosso sentir.
Lindas palavras minha querida Saramar. Que enfeita com estrelas, cada paragrafo.
Beijos com muito carinho de quem MUITO te gosta
MARY