sexta-feira, março 16, 2007

Para amanhã

"A vida vem em ondas, como o mar."
Vinícius de Moraes


Para amanhã, quero muito sol
e acordar com flores.
Para amanhã, quero um anjo amante da cor delas
e talvez me desarrume a alma, barulhando um riozinho de carícias
só para meus sentidos.
Para amanhã quero deixar as sombras e passear,
borboleta aqui e ali,
quem sabe, abelha e seu ofício de mel.
Para amanhã, sorvete de manga e maravilhas vindas do mar,
marítimos beijos, de sol, de sal.
Para amanhã, quero todos os sábados do calendário
a continuar sendo interminavelmente, para sempre sábado,
para sempre meu.
Para amanhã, descalços meus pés no chão, alma no céu,
quero ser feliz.

UP DATE DO POST: Como recebi vários emails e um comentário sobre a autoria da frase em epígrafe, digo que ela é realmente um verso de Vinícius do poema "O dia da criação".

Imagem: Donna Geisller

20 comentários:

Equipe Blog News disse...

Temos a satisfação de informar que seu blog foi indicado e está a partir de hoje, concorrendo ao prêmio BLOG DA QUINZENA no BLOGNEWS.
Venha pegar o selo para votação no http://newsblog.com.br/ e boa sorte

Equipe Blog News

Pedro Nobre disse...

Um poema cheiro a primavera, e necessidade de mudança e fazer algo diferente. Deseja sair da rotina e da monotonia. Bonito escrito.

Pedro Nobre

Sueli disse...

Amiga, você realmente adivinha qual é o meu estado de espírito; estou flutuando na paz e este post diz tudo sobre o que desejo para meu amanhã ... Beijo grande!

Marco disse...

Huuummm... "Barulhando um riozinho só pra mim"... Não há quem resista aos seus ecritos, Saramar. A gente lê, relê e lê de novo só para ve se aprende com você.
(Acho que a frase "A vida vem em ondas como o mar" é do Nelson Motta. É aquela da música do Lulu Santos, não é?)
Tenha um ótimo final de semana! Carpe Diem. Aproveite o dia e a vida.

Kaline disse...

Quero muito tudo isso!
=]
Bjks e bom final de semana.
=*

Angela Ursa disse...

Saramar, esse seu poema me emocionou bastante! A delicadeza das imagens da natureza. Lindo! Beijos carinhosos da Ursa :))

guto leite disse...

Depois vc se queixa dos meus pratos ... vc faz a mesma coisa com os poemas ... me deixou emocionado ... um beijo grande Meu ... guto leite
Obs: Já votei em vc

elisabete cunha disse...

"Para amanhã, quero um anjo amante da cor delas
e talvez me desarrume a alma, barulhando um riozinho de carícias
só para meus sentidos."

Advinhou? Vc é uma bruxinha linda!
beijos!

Paulo Sempre disse...

Ser feliz....e sem medo. Afinal não custa nada!
Beijos
Paulo

Anônimo disse...

pés num chão úmido, um pouco do orvalho, um pouco das lágrimas.
Visões se refletem na trêmula evaporação d'água da terra para os Céus.
Em nuvens brancas depois meus pensamentos transformadas, desenham você no infinito do Céu azul.
Iracema.

PELADUZ disse...

Gente,

Confesso também achei estranho frase identificada como de Vinicius de Moraes. Mas tratando-se de quem trata-se, entendi melhor ficar calado.
Acertei. não queimei a língua.
Tivesse uma eu, já que me tiraram.
Até isso.

Lino disse...

Li há algum tempo um livro onde uma pessoa acordava sempre no mesmo dia. Se isso acontecesse comigo, gostaria que fosse um sábado.hh

Flávio disse...

Parabéns, pela bela postagem... de novo! ;)

Ordisi disse...

Um belo jeitinho para desarrumar a alma. Muito bom.

Beijos.

Jussara Gehrke disse...

pés no chão e alma no céu...

simples e imenso menina!!!

é bom vir te visitar,

beijos
Ju

Lata Mágica disse...

Oi Saramar,
Passamos para desejar um bom final de semana!!

willam & Odilene

Luna disse...

O poema é lindo mas não para amanhã, pois o amanhã não existe, tem de ser para hoje
bejos

Dono do Bar disse...

Que coisa mais linda, Saramar! Me perdoe a pretensão, mas se eu fosse um poeta, eu seria você.

Beijos!

DB.

Anônimo disse...

Saramar,
Venho sempre que posso, mas vou começar a abandonar, os teus poemas fazem-me mal.
Um beijo.

Anônimo disse...

Sou o miguel