segunda-feira, março 12, 2007

Parto

Não tenho história de amor para contar.
Ou talvez tenha várias, todas malogradas.
Ou variações do mesmo e insensato sonho?
Disse a um amigo que talvez o amor não seja coisa de humanos.
Talvez só os deuses e sua audácia consigam sofrer o amor e sobreviver.
Não incólumes. Isso, nem eles.

O amor precisa ser, para sempre, recém-nascido.
Se assim não for, morre.
Mas não morre como o resto das coisas morrem,
afastando-se lentamente da vida.

O amor não é uno.
E dele, sempre, só morre um pedaço.
O outro fica doendo, como um parto.
Ao partir, o amor exige outra vida, sem ele.
Só os deuses renascem assim.
(eu não sou deusa).




As flores? Quem me conhece sabe que são um presente que me dou, às vezes.


Imagem: Oskar Koller

10 comentários:

Santa disse...

Sara,

Sobre a ilustração do teu poema. Adoro as aquelas de Oskar Koller. Delicadas! Lindas!

bjs

Ursula disse...

É verdade, o amor precisa renascer a cada dia, ser alimentado e cuidado.
Beijos

Yvonne disse...

Amor só existe quando continuamos acreditando que amar é o que é de melhor. Beijocas amorosas

elisabete cunha disse...

Quem sisse que você não é deusa?
É sim, Deusa das lindas palavras!!!
Obrigada pela visita iluminada!
beijos!

Marcos disse...

Se não é uma definição, é, porém, uma sensata constatação.

tati sabino disse...

Oi saramar.
é o amor é como uma plantinha,rs precisa ser cuidado e alimentado diariamente...se não morre!!!
bjos linda!
adoro flores...

cilene disse...

Tambem nao tenho historias de amor para contar...nem amor vivi..

**C@tuli-> disse...

Tambémnão sou deusa, e só tive amores malogrados... mas será essa a vida?

Angela disse...

O amor é assim. O amor faz-nos tão felizes, faz-nos tão infelizes... Precisamos tanto dele e por isso nunca o esquecemos.
E verdadeiramente infeliz é aquele que nunca amou.

Um grande beijinho.

Jussara Gehrke disse...

será que existe mesmo o tão falado e cantado 0 "unico e verdadeiro amor eterno"?
os amores dependem do momento da nossa vida, e é claro que cuidar é preciso se vale a pena.

Saramar querida, respondi o seu comentário lá mesmo no meu blog sobre separação.

beijinho
Ju