quarta-feira, janeiro 04, 2006

Gavetas


Inicio o ano limpando gavetas, a começar
por aquela que sempre evito.
Abrindo-a, senti-me como aquelas lâmpadas
sem foco que tudo abrangem e nada iluminam.
A confusão da antiga gaveta contaminou meu
coração, desfocou meus olhos. Tantas lembranças,
tantos fatos ligados a essas fotos esbranquiçadas.
Deus, o que será isso? Eu e ele trocando beijos de
sal e sol naquele outro tempo quando a felicidade
era tão simples. Bastava um olhar e carinhos leves.
E essas rosas de papel, recortadas de revistas, que
ele me dava, sem dinheiro para nada mais?
Tantos papéis que não me dizem nada, letras cujo
significado se perdeu em outra vida.
Por que choro? Não quero que antigas lágrimas
retornem aos meus olhos.
Pedaços de seda colorida, restos de carnaval,
cada ano, uma cor, propósitos de sonhos e, ao
lado, essas máscaras cegas, secas pela dor de
um amor que morreu criança.
Um disco meio partido. Não quero olhar, não
quero ver de quem é. A música dói, a música
é cruel. Sei que há flautas nele, agora quebradas.
Meu coração, agora, é como as flautas, quebrado,
mudo, morto.

14 comentários:

Ritoca disse...

Muito lindo este post, embora triste. Fiquei comovida com o sentimento e a poesia contidos nele.
Parabéns por ser capaz de descrever tão bem seus sentimentos. E que em 2006 seu coração volte a ser alegre de novo.
Beijocas,
Ritoca

Jôka P. disse...

SARAMAR,
quando você comenta lá no Avenida, está preenchendo errado o seu link.
Está assim :
http://http//abrindojanelas.blogspot.com
Isso não dá em nada.
O certo é :
http://abrindojanelas.blogspot.com

Só uma vez o http, tá ?
Bjs !
JÔKA P.

cilene disse...

Seu coracao pode voltar a escutar os sons..ainda nao esta morto. acredite...e vc tem mesmo muito talento pra escrever..parabens

guto leite disse...

Fala ai Saramar ... vou sair daqui com o coração apertado ... mas com a certeza que vc sera capaz de dar a volta por cima ... eu estou torcendo por vc ... um beijo grande do amigo carioca ... guto leite.

Silvio Vasconcellos disse...

Saramar, quando terminei de ler estava com um nó na garganta. Olhei cada flor de papel, lamentei pelo disco, fui contigo.
A melancolia e a nostalgia são primas irmãs da alegria e por isso rimam. De que valeria um sorriso, se não soubéssemos a dor de sua ausência?

Santa disse...

Limpar gavetas...Muitas vezes um ato de dor. Revirar velhas lembranças, constatar recentes apegos...

guto leite disse...

Fala ai Saramar ... pra tirar esse engasgo do peito só mesmo molhando a garganta ... se vc estiver com um tempinho livre e quiser se alegrar um pouco vem tomar um chopinho comigo ... anota ai o endereço do Bar ... http://nosbaresdavida.zip.net/ ... estou te esperando ... um beijo grande do amigo carioca ... guto leite

LCMarques disse...

Forte desabafo.
Será que após esvaziar vai deixar aberta para guardar as lembranças felizes que um dia serão passado triste?
Que escrevas uma bela história e encha de novo sua gaveta. Vai retratar de acordo com seu estado de espírito... a chuva impede a praia e também permite a germinação. Enxergamos e sentimos com os olhos e o coração que queremos.
Beijos

Jôka P. disse...

Se fosse um CD, não quebrava...

Quando arrumo gavetas viro tudo no lixo.
ADORO !
Bjs,
JÔKA P.

Ricardo Rayol disse...

Triste ter tantas lembranças boas mas guardads em uma gaveta empoeirada.

Vera disse...

Que é isso Saramar? Resquícios de um ano desastroso? rsrs. Anime-se menina, está rolando a festa! Beijos e excelente final de semana.

cilene disse...

bom fim de semana!!!!

ass2006 disse...

Hi, a nice blog you have here. You will surely get an bookmark :) Forum

Carmem disse...

Limpando gavetas e porões,poeta. Assim somos nós! Beijos