domingo, janeiro 29, 2006

Acreditar


Acredito em tudo que me dizem, como uma criança.
Já sofri por isso, umas 300 vezes.
Minha confiança, porém, inicialmente tão forte, precisa de reforço constante. Também como as crianças. É uma construção. Ou será insegurança?
Já fui insegura, não sou mais. Sou o inverso. Temerária, atiro-me àquilo que meus sentimentos ordenam. Com isso, já sofri umas 1.300 vezes. Mas, como disse antes, não desisto.
Acredito na vida, nesta vida e não em outra, tão talvez. Mas, só aprendi isso quando minha vida se tornou tarde, quase crepúsculo.
A vida é dura. Nem liga se acreditamos nela ou não. Ela só gosta de quem a usa muito, seja intensamente, seja lentamente.
A vida gosta de quem a vive.

9 comentários:

Ritoca disse...

Oi Saramar!

Eu acho muito bom vc ter mantido a criança viva dentro de vc. Eu penso que aqueles que não tem mais a criança dentro de si, vivem de maneira mais árida, e, portanto, pior, no meu modo de ver.

Eu gosto muito de uma frase que é meio que uma filosofia de vida para mim, que vou postar aqui para vc:"Plante seus sonhos dentro de vc. Porque toda árvore, um dia, foi semente".

Beijos e uma ótima semana.

Ritoca

Moita disse...

Saramar

Sem palavras, voce gerencia palavras, frases e sentimentos
com Cecilia Meireles.

Voce é o máximo em prosa e poesia. O meu máximo.

Taia disse...

Taí, sou como criança que acredita em tudo que vê e lhe dizem.
É ruim isso?
As vezes sim.
E dói!
Mas vou seguindo, desse jeito mesmo.
Beijão!

Wilton disse...

Ola´!
Não conhecia o seu blog Abrindo Janelas, estava em Escrevinhações, vim por curiosidade, escolhi aleatóriamente,no entanto, ao ler as mensagens ao lado, descobri que era você. Fiquei encantado com a qualidade de seu texto, da feitura expressa por alto grau de sensibilidade. Muito bom o seu espaço, parabéns! Beijos. Um grande abraço.

Paulo Silva disse...

Fantástico...
Gosto especialmente da ultima parte."A vida gosta de quem a vive"
Então só temos que viver a vida com um sorriso.

Barata Voadora disse...

Costumo dizer ao meu filho: "o tempo é o senhor da verdade"... portanto, tudo acontece no exato momento que deve acontecer. O amadurecimento, no seu crepúsculo, é o resultado de cada amanhecer. O tempo passa para todos, não é privilégio de alguns. Orgulho-me de cada vinco que trago no rosto. É a história que a vida tatuou em mim...
Beijos!

bell disse...

Sara,
como o moita disse..
você sabe o ponto certo do que dizer...
perfeito.
bjs*

Poeta da Noite disse...

Olá.Mais uma vez abri esta maravilhosa janela,e como sempre
o que vi é fantástico.

Anônimo disse...

Very nice site!
» » »