sábado, setembro 30, 2006

Felicidade

Pode ser que a vida amanheça sombria, que o telefone fique mudo e as flores acordem murchas, tristes. Pode haver chuva e cinzas irrevogáveis.

Os cachorros podem decidir continuar dormindo enquanto procuro no espelho minha relutante beleza.

O café doce demais, o pão que não deu certo, o frio contrariando meu vestido. Pode acontecer.

A felicidade entretanto, sorri para si e me dá asas. Anjo? Não.
Saio de vermelho, desafiando a manhã.

Imagem: Dell'Orto

12 comentários:

Iúna disse...

Simplesmente perfeito.

Amei o toque especial que deu à Canção do Mar aqui neste oceano de belezas.

Mary disse...

Lindo amiga
parabens pelo bom gosto
beijosss

terragel disse...

Saramar, estou ressurgindo de minhas próprias cinzas. Vim correndo apriciar-te, porque tu és uma boa amiga.
Bjs

Anônimo disse...

Meu bem!
Estou desesperado e apesar do poema me dizer muito, não consigo aliviar esta ansiedade de querer e não poder.Não consigo entrar no seu mail. Se estiver ligada, mande um, para eu ver se consigo fazer o prometido.
Te quero muito.
Um beijo.
Miguel.

Loba disse...

Pra mim, o simples fato de estar em/de/com vermelho já é vida em ebulição! Portanto, que todo o dia, a semana, as horas sejam gritantes, viu? rs...
Seu texto me fez ficar com vontade de vestir vermelho tb...rs...
Beijos querida. Um ótimo domingo.

Nômade disse...

Oi Sara,


Vc é sempre o mar, a areia morna que nos delicia, o verde e todas suas tonalidades, enquanto o vento traz as ondas e o cheiro acre-doce, misturados ao sal.

happiness...moreorless disse...

é pura magia os teus textos...

eu gostava de saber falar sobre a felicidade

adorei ler-te
um beijinho de felicidade

Daniela Mann disse...

Há dias em que o pão cai mesmo com a manteiga para baixo, mas nada como uma atitude de coragem e desafio!
Beijinhos

_____888___88888888___8888
___888888_8888888888_888888
___888888888888888888888888
___888888888888888888888888
____8888888888888888888888
_____88888888888888888888
_______8888888888888888
_________888888888888
______________**
____####______**______####
___#######____**____#######
____#######___**___#######
_____######__**__######
________#####_**_#####
__________####**####
___________###**###
____________##**##
_____________#**#___________

Ceci disse...

Saramar, que bom ver vc de vermelho, na brincadeira da formosura perene. Abraços de outubro.

Nômade disse...

Sara,

Eleições neuróticas, eleitor nervoso, ou algo assim.

Em teu blog ganho um tempo inté melhor que as coisas se definam.

Será que já deu Alkmin?

Vou lá dá uma espiada, só com o canto do olho.

Antonio (Tavola Redonda) disse...

Vc vê os percalços e ainda assim não desanima... sai de vermelho, mas para transformar a existência num mar de cores.
Bjosss

Marco Santos disse...

Desafie mesmo a manhã, querida. Você pode. Você deve.
Beijos procê.