terça-feira, setembro 26, 2006

Visita


Minha amiga mais constante está chegando.
Pressinto-a nas noites insones e nos versos desalentados que se repetem como goteiras de chuva forte, como lágrimas grandes, grossas.
Antevejo-a em páginas trágicas, as únicas que, em sua presença, leio.
Os olhos inúteis para a primavera e a essa dor ao sorrir são prenúncios de uma visita longa, repleta de silêncios.
Quando ela chega, torno-me fragmentos que choram pelos cantos de mim.
Quando ela se acomoda em meu coração, agulha em disco arranhado, aos saltos, apaga a música e interrompe minha dança.
Minha amiga mais provável havia se demorado, quase a esqueço.
Quase esqueço que retorna, retorna sempre.
É manto líquido das lágrimas que insiste em arrancar dos meus olhos,
por algum tempo fechados para a beleza das auroras.

Imagem: Langrenee

17 comentários:

Claudia Perotti disse...

Não canso de repetir que escreves muito bem.

Perdi-me nas tuas letrinhas. Talvez pq esteja chorando pelos cantos de mim também.

Beijinhosssss

Janaina Staciarini disse...

Identifiquei-me muito com este último texto. Muito.

eduardo disse...

Lindo poema... Sublime!!!!

Tina disse...

Oi querida!

Lindo, cheio de sentimento, tristeza. Torcendo para passar rápido.

beijos,

Angela disse...

Que lindo texto carregado de poesia!
Adorei e emocionei-me!

Beijinhos.

Arauto da Ria disse...

Saramar:
Adorei e senti alguém que adoro.
Um beijo.

Jonas Prochownik disse...

Saramar, parabens pelo aniversario do blog. Obrigado pela tua visita ao meu blog tambem. beijos do sempre amigo Jonas.

Pata disse...

Saramar

Te encontrei aqui!
Sei que não é lugar para uma pata pirada, mas a pata também gosta de coisas que vem do coração.

Quem não tem essa amiga?
É lindo, mas também muito triste.

Também sinto a presença dela. Só que digo à ela que apesar de ser sensível à sua presença, sou muito forte e também capaz de influenciá-la.

Bjin.

Lia Noronha disse...

Saramar: que encanto de poema...adorei!
Já acertei aquela configuração do meu Cotidiano,ok?
Bjus de boa noite pra vc.

mixtu disse...

bonito...
denso...
visita de alguém...amiga...inquietudes...

beijos europeus

Jôka P. disse...

SARAMAR !!!
Parabéns pelo aniversário de seu querido blog !!!
Um grande beijo (atrasado)
Jôka P.
:D

Um Poema disse...

Bom regresso.
Um desastre na minha página fez-me perder endereços e outras indicações. Aos poucos, porém, vou reconstruindo.
Um abraço

Nômade disse...

Amizade,

parte de nós, em outra pessoa. Impossível o verbo do eu sozinho conjugar.

Zeca disse...

Esse texto poético traduz tantos sentimentos conflitantes que não me atrevo a falar sobre a emoção em mim provocada. Melhor continuar sentindo a poesia tocando meu coração e umedecendo meus olhos, enquanto ouço o vento noturno passando pelas minhas janelas.

Beijos, Saramar. Com muito carinho.

Sophie disse...

Hoje vi correr as minhas lágrimas dentro do meu coração. Olhei o meu reflexo lá longe e fiz-me perdida em tristeza.
Sim... a tristeza faz perder.
Faz partir os sonhos que se têm, a alegria que nasce dentro de nós, o sol que nos acompanha sem brilhar.

Um beijo enorme para ti Saramar.

cilene disse...

escreve mesmo muito bem..abracos, cilene

Marco Santos disse...

Que essa sua "amiga", que costuma atender pelo nome de Angústia, não se demore nessa visita. Que ela saia rápido, tão logo ouça os paços de uma outra dama, a Felicidade.
é o que te desejo, amiga. Beijos procê.