sexta-feira, setembro 29, 2006

Reflexos

Ando meio rio, meio riacho, em calmaria,
deslizando pelos dias e noites
em cuidadoso encanto.
Depois de algum tempo de tristezas comuns,
ouço minha voz em música suave.
Depois de lagoa de sal e, no entanto, negra,
ando por aí, riozinho despretensioso,
que passa admirando flores e reflexos em sua pele líquida.
Ando por aí, procurando o mar.

11 comentários:

Angela disse...

Mas que lindo texto carregado de poesia!

Adorei!

Beijinhos.

eduardo disse...

Lindo!!!!

Marco Santos disse...

Que legal, Saramar... Espero que você chegue até ele. E veja o sol se refletir em suas águas, trazendo mais luz para sua vida. beijos procê. Tenha um ótimo final de semana!

O Sibarita disse...

Oi sua menina retada, por onde andas?

O texto tá genial "Ando meio rio, meio riacho, em calmaria,
deslizando pelos dias e noites
em cuidadoso encanto." Ainda bem, né?

Bjs.
O Sibarita

O Sibarita disse...

Ai Jesus! Eu sou oceano, o riacho corre para o rio, o rio corre para onde? kkk Não acredito, tá vindo, é? kkkk Venha! Agora cuidado com a negona Tonha viu belezinha? Tá demais seu texto!

Bjs.
Tá rebocado!

rubo jünger medina disse...

Saramar, num pequeno texto... e um mar de poesia.
Beijos.

Kristal disse...

Eu também ando por aí, mas procuro homens.
Não o mar.
Beijo
Kristal

Anônimo disse...

Meu bem, todos nós andamos por aí,
mas nem sempre a vida, segue como desejamos. Mas enquanto andarmos temos que ter esperança de chegar ao destino florido, nem que seja de canôa.
Belo texto meu bem, você encanta-me.
Um Beijo
Miguel

Um Poema disse...

Gostei das analogias.
Bom fim de semana.
Um abraço

Daniela Mann disse...

Que texto mais lindo!!!
A sua sensibilidade é fascinante!
Beijinhos

Antonio (Tavola Redonda) disse...

Despretensioso e belo. Simples. Caso este seja seu atual estado de animo, invejo-te.
Bjoss