sexta-feira, setembro 01, 2006

Pássaro preso

Tenho medo de escuro.
Não gosto de portas fechadas.
Prefiro a claridade dos dias e o calor do sol.

Porém, muitas vezes, tranco minhas portas
e desapareço em minha própria escuridão.

Nestes momentos, sou ninguém.
Nada me redime,
trapezista sem circo, desisto de voar.

Tudo inerte, sem pêndulos, sem volta, até que uma palavra, algum perfume de flores desfazem as paredes que criei.


Onde estão, onde estão as palavras?
O que foi feito das flores?

18 comentários:

Tiago disse...

boas perguntas. adorei. abraço.

Kristal disse...

Não tenho medo de escuro.
Sou um anjo da noite.
Diva Disco.

Luciana disse...

Gosto do escuro!
Nesses momentos eu sou um alguém que retira qqr tipo de máscara...
Depois desse momento enfrento a claridade sem medo =]

Márcia(clarinha) disse...

Doce Saramar
permita-se abrir as cortinas e deixar a luz entrar com elas vêem as palavras e as flores com setembro de primavera.
Lindo dia
beijosssssssssss

soslayo disse...

Saramar:

O medo é o sentimento que nos protege das nossas fragilidades minha amiga! Um beijo.

Jôka P. disse...

Sou escuro...digo, afro-descendente.
Mas tenho medo de mim mesmo.
Dúvida cruel.
:D
bjs!

Lata Mágica disse...

Amiga Saramar,estamos com a primeira Exposição Virtual da Lata com o foco no envelhecimento da imagem.

Local: Blog Lata Mágica.
Endereço: http://latamagica.blogspot.com/
Horário: 24 horas
Dias: Domingo a Domingo.

Abraços dos amigos: Willam & Odilene

Zeca disse...

As palavras estão aquí, arranjadas com esmero, criando um texto que lembra um lindo e perfumado buquê de flores.

Beijos.

O Sibarita disse...

Oi sua menina retada tem medo da escuridão, é? (kkk) Agora me diga quem não tem? Quem não tiver que atire a primeira pedra... Tá bacana seu texto!

Luna disse...

Tenho medo do que encontro na minha escuridão interior, do que descubro, tenho medo de não ter forças para abrir essas janelas e deixar a luz entar
beijos

helena de tróia disse...

Sara, estou (santa)há um bom tempo (aos sábados)lá no Miolo de Pote e ainda não recebi sua visita.
Beijinhos

DE PROPOSITO disse...

Um olá.O escuro faz parte da nossa vida. Foi no escuro que começámos e é para o escuro que voltaremos. No período de claridade há muitos que nos pretendem por no escuro, mas aí, não o poderemos nem devemos admitir.
Fica bem.
Beijos.
Manuel

antonior disse...

As flores estão na terra que recebe, serenamente, a chuva que ao fustigá-la, liberta os seus perfumes profundos. Quando o Sol se lhe segue, e lhe ilumina a pele, essas flores germinam explendorosamente....

Beijos

Marco Santos disse...

Ora, mas se você tem tão lindas palavras e tão belas flores, que sempre vejo quando venho aqui!
O escuro é o desconhecido, minha querida. Mas também é lugar de crescimento. No escuro do útero a vida se faz e cresce e aguarda o momento de vir à luz.
Beijo procê e um ótimo final de semana!

Arauto da Ria disse...

Saramar:
Pássaro preso é um conjunto e uma associação de palavras tão lindas,que conseguiu esta preciosidade que é um poema.
Deixe a luz entrar sempre que o escuro a tente amedrontrar.
A sua inteligência é o Sol e as suas palavras são as flores.
Pense que amanhã há SOL...

Simplesmente louco disse...

Obrigado pela tua visita ao meu cantinho.
A melhor coisa na vida é amar; a segunda é ter alguém que nos ame; e a terceira é quando as duas acontecem ao mesmo tempo.
Desejo-te um bom domingo.
Um beijo.

cilene disse...

so sei dormir no escuro...nada de luz

Alexandra Caracol disse...

Gostei imenso deste post.

Pequeno de tamanho, mas grande de sentimentos.

Parabéns!

Alexandra Caracol