segunda-feira, setembro 11, 2006

Idas e Vindas

Um dia, ele sussurrou você é minha flor de perdição e a vida foi tomada de sobressaltos e encantos. Não restaram mistérios em nossos olhos, só uma ternura pungente e o desejo de nunca se separar. Perdida nesse amor, só via sol que ele era, sua luz, seu calor, chegando devagar todos os dias, como quem não quer nada. Ele me tornou sua.
Temi esse amor, esse amor abrupto e urgente que me afastou da vida para existir apenas em seus braços. Vivi a angústia antecipada, o medo invulgar do fim, porque um sentimento que despedaça e reconstrói infinitas vezes não pode, não deve continuar.
Um dia, ele disse não somos mais nós. Vou-me de você, que devorou meus pedaços.
Desde então, sou metade.

18 comentários:

Dono do Bar disse...

Nos iludimos tanto, que achamos que somos metade. Nunca seremos, amiga. Chegamos no mundo sozinhos e sozinhos sairemos. Esse sentimento de estar "faltando um pedaço" logo sossega.

Beijos e ótima segunda-feira.

DB.

Anônimo disse...

eu tb.... até agora sou só metade!

te beijo

Nefertari

Claudia Perotti disse...

Como você escreve bonito,não?
Boa semana!

Beijinhosssssssss

Anônimo disse...

Deixo aqui um convite e uma convocação:

Quem quiser acompanhar e debater as questões polêmicas que a disputa eleitoral para o governo de Minas Gerais traz, deve acessar o MinasBlog. Basta clicar no link a seguir: http://www.itvmg.org.br/minasblog O MinasBlog é um espaço democrático, informativo e interativo.

Se você quer saber o que pensam políticos, artistas, intelectuais e acadêmicos sobre o assunto, também vai encontrar no MinasBlog uma série de artigos, entrevistas e comentários de pessoas que realmente sabem o que dizer sobre cada área em particular, além de uma cobertura diária sobre o que a mídia não quis comentar.

MINASBLOG -> http://www.itvmg.org.br/minasblog

O Bom Malandro disse...

que alegria tão sombria e vintage. VÊ meu blog diariamente que prometo te alegrar

Jonas Prochownik disse...

Saramar, fiquei triste, mas torco pela volta gloriosa! bjs. do amigo Jonas.

Arauto da Ria disse...

Saramar:
Se tiver hipoteses eu logo volto, ontem não consegui. Continuam lindas e profundas as suas palavras,cmo você, claro.
um beijão.
Não está em falta? Os seus dois blogues já era tnto e tão bom,
para quê mais?!

Anônimo disse...

pois é, moça. acontece. e muito. beijo no céu da boca.

José Alberto Mostardinha disse...

Olá Saramar:

Como a compreendo mas... "mais vale sozinho/a do que mal acompanhado/a".
A vida também é um estado de espirito.
Por vezes estamos no meio da multidão e sentimo-nos sozinhos, outras estamos sozinhos e... sentimo-nos felizes.

Para recordar:
- Viaja dentro de ti e nunca esqueças de que lá estiveste.

Um beijo,

NB: Obrigado pelo apoio naquele negócio dos BOB´s minha querida amiga.

soslayo disse...

Saramar:

Idas e Vindas
Vindas e Idas
qual delas ajuda-nos a melhorar?
Aquele que vem e que fica
ou aquele que torna a voltar!?

Dora disse...

Sou metade...Mas a descrição é de um texto de "inteireza" de idéias e frases bem postas...E, a insegurança amorosa permeando e passeando entre elas...
Gosto de você em prosa e verso.Tudo é uma veia só...
Beijo meu.
Dora

Kristal disse...

No meu caso quem ficou "metade" foi o meu ex-marido.
Com metade do dinheiro, metade dos bens, metade de tudo.

Marco Santos disse...

Querida Saramar,
Muito belo o pungente o seu conto. Você disse tanta coisa em tão poucas palavras... Sonho em um dia ter essa concisão. Sou verborrágico, profuso em palavras e frases. Até quando estou amando sou assim, derramado feito cascata de letras, toda enfeitadas de luz.
Seu conto está certo. Quando perdemos quem amamos, viramos metade. Até que o Tempo ou outro ser complemente o que falta.
Beijos procê.

Jôka P. disse...

Sou a outra metade, tá ?

Arauto da Ria disse...

Saramar: Você esqueceu-se de mim. Já não só dependente das suas palavras, mas também das suas visitas. Ha! a ilusão deste mundo virtual que nos arrasta para sonhos e quimeras não atingiveis.
Fora deste mundo tambem sou sonhador e quero continoar a ser.
È bonito sonhar com um mundo lindo e cheio de pessoas bonitas, para nos sentirmos felizes.`
É lindo sonhar que somos amados e amamos.
É lindo sonhar que o nosso amor pode chegar.
É lindo sonhar que podemos dar o Sol.
É tão bonito sonhar...
com um amor àlem mar.
Um beijo, não, muitos beijos, um camion de beijos.

Daniela Mann disse...

Querida Sara, cá estou eu outra vez!
Venho deixar-lhe aquele abraço!
O seu post de hoje está intenso... muito sentido mesmo!
Beijinhos da sua amiga Daniela

Arauto da Ria disse...

Saramar:
Espero que viagem esteja a correr bem e que se divirta muito se esta for de lazer. Já estou ansioso por ler o próximo post.
Custa-me a imaginar eu ter a honra, de ser uma fonte, não direi de inspiração, mas de lembrança de algo que disse, que fêz despertar a sua genialidade´para transmitir algo que por certo será profundo e
lindo como sempre.
Um beijo, porque um camião é irreal a uma distância tão grande.

Anônimo disse...

sou sua fã há muito tempo.. e acho que nunca li algo tão lindo como este post... vc é especial, Saramar.. e isso é um dom divino. beijos, Ana.