sexta-feira, janeiro 05, 2007

Aqueles que amam

Há sim, esperança para aqueles que amam e só para estes.

Aqueles que amam pertencem à estirpe dos deuses: desmancham nuvens, adivinham desejos, dispensam palavras.

Aqueles que amam são capazes de afastar de si a impotência que rege os egoísmos e se entregam, radiosos em sua coragem de mergulhar em outros sonhos, diferentes dos seus.

Aqueles que amam exercitam o cuidado, inclusive consigo e buscam a perfeição para encantar o outro com a beleza do que é simples.

Aqueles que amam sabem o que deve ser esquecido e se lembram de delicadezas, de doçuras imperceptíveis, de silêncios.

Aqueles que amam são como baús de piratas e seus imaginários e quase sempre intocados tesouros.

Imagem: Claude Théberge

15 comentários:

Angela Ursa disse...

Saramar, que beleza de poesia! Linda mesmo!! Um 2007 maravilhoso para você! :)) Beijos e carinho da Ursa

Santa disse...

Sara querida,

(Voltei do final de semana prolongado. E bem humorada...rs) Sei que vc tb deu o tempo que precisava. Que bom que voltou!

O que falar dos seus escritos se não curtí-los? Só estou preocupada com o tom tristinho do "Casada, porém solitária..." rsss

Lilly disse...

olá ! adorei seu blog ! primeira vez que venho aqui .
um feliz 2007 pra você !!
beijos
Lilly

Eärwen Tulcakelumë disse...

Feliz 2007 Saramar.
Vim eu beber de tuas palavras... li ontem o anterior... e hoje venho para escrever e sou surpreendida com essa singela homenagem " a nós que amamos, sem barreiras...por vezes sem pensar no retorno... simplesmente amamos.."
Felizes daqueles que se podem sentir assim, ainda, nos dias de hoje, estás de parabéns.
Aguardo tua visita, teu contato...
Deixo-te junto com minhas pérolas incandescentes o desejo de que os Anjos da Inspiração sempre estejam contigo.
Com carinho,
Eärwen
06.01.07

Anônimo disse...

Amar é viver!
E temos q conhecer todas as formas de amar!
Amar a vida, amar os seus, amar a natureza, amar as artes, amar os animais, amar o próximo, enfim, amar nos ensina tb a ter respeito pelo q nos cerca. Quem ama, desconhece os sentimentos mesquinhos e mesmo q lhe falte alguém para amar, existem milhares de outras coisas para preencher esse vazio.
Amar é viver!

Vir aqui é sempre uma recarga. Aqui me alimento do essencial.

Obrigada por nos proporcionar este porto seguro!

Vera Fróes disse...

Saramar, que linda poesia! Eu amo e sou amada, e é tão bom. Isso faz um diferença incrível na nossa vida.
Bom 2007!

Bjos.

cilene disse...

eu amo minha filha demais...

rubo medina disse...

Saramar, querida! O amor é a chave - para aqueles que amam...
Espero que esteja de volta.
Beijos.

andre wernner disse...

Saramar,
Belo poema! Como, aliás, deve ser o amor que nada pede, mas tudo oferece, por que quer ver no outro, o reflexo da própria luz interior. Oferecendo primeiro, para receber depois, a recíproca da sinceridade.

Obrigado pela visita ao meu blogue, pelas palavras lá deixas, e pelo amor – sem ônus – que você distribui por aqui!
Abs

andre wernner disse...

Corrigindo: "palavras lá deixadas".
Grato

Hilda disse...

Saramar, perfeita definição dos que amam .. e hoje estive pensando nisso, nos amantes e concluí que existem muitos que não sabem amar... Beijos

Marco Santos disse...

Ah, você definiu muito bem o estado de amar, querida Saramar... E esse teu velho amigo Marco sempre se comove com a tua sensibilidade, com a forma certeira com que você dirige palavras feito setas para os meus olhos que se alegram por te ler.
Beijo, querida.

Luma disse...

Menina, como você é rica!!
Feliz ano novo! Beijus

Poemas e Cotidiano disse...

"AQUELES QUE AMAM EXERCITAM O CUIDADO" que frase mais verdadeira minha amiga! Tanto cuidado devemos ter com as pessoas, e muitas vezes, embora sensivel, eu pareco um elefante com suas patas, quando entro com minhas emocoes...
Lindo seu escrito, como sempre...
Um beijo carinhoso, um lindo Domingo!
MARY

Blogildo disse...

O Amor é algo mais profundo que a caridade. Como diria Paulo em 2 Coríntios 13, se eu falasse em lingua de homens e de anjos e não tivesse amor eu seria um mero latão ressoa.