sábado, abril 28, 2007

Desde que chegou

Desde que chegou,
ando por encruzilhadas de silêncio,
pois desconhecia esse subterrâneo
anunciar de desejos,
essa eclosão de me emudecer.
Se minha voz se cala,
desde que chegou,
em perfumes de cortesã me desvendo,
entrego os seios, beijo-lhe as mãos.
Se em silêncio me entrego,
é pelo temor de perturbar
os tênues acordes
deste fragílimo amor.
Se me toma em maciez de pétalas,
é que a você me entrego como as rosas,
em lento, perfumado e profundo revelar-se.

(asas leves, largífluo querer... eu e você).


Imagem: Harold Feinstein

12 comentários:

Daniela Mann disse...

Querida Saramar,
É com todo o prazer que lhe ofereço um prémio especial!

Vá buscar!

maria claudete disse...

Como é linda a revelação tênue e sutil dos seus versos sobre estar apaixonado e entregar-se sem reservas ao amor .... esta é a verdadeira poesia. Obrigada por nos brindar com tanta sensibilidade.

Santa disse...

Sara,

Retribuo o dengo (Award), em separado. Está no post de hoje em homenagem ao dia internacional da dança. Um grande beijo.

Renata disse...

Acho que vou parar de escrever "que lindo" pra você, ou então copiar e colar toda vez...tudo que vc escreve é lindo!!!!
bjo e ótimo domingo

Morena disse...

Boa tarde Saramar,
sempre leio seus comentários no Flog do amigo Zé Carlos, e há muito venho olhando este seu espaço encantador.
Gosto imensamente do que escreves, seu olhar sobre o feminino me encanta.
Parabéns.
Morena

Claudinha disse...

hummmmm, este amor em rosas de pe´talas perfumadas é mais uma de suas aprontações maravilhosas menina. Você já publicou algum livro? Beijos!

Anônimo disse...

"...Se me toma em maciez de pétalas,
é que a você me entrego como as rosas,
em lento, perfumado e profundo revelar-se..."
M A R A V I L H O S O!!!

TENHA UMA LINDA SEMANA!:)

ELISABETE cunha

Fernando Pinto disse...

«(...) ando por encruzilhadas de silêncio (...)»

Lindo!

cilene disse...

Bom feriado para vc sem encruzilhadas de silencio porque vc precisa continuar falando ....

Marconi Leal disse...

"Largífluo querer", hein? Muito bom.

Angela disse...

A última frase é simplesmente divina!
"Se me toma em maciez de pétalas,
é que a você me entrego como as rosas,
em lento, perfumado e profundo revelar-se."

Todo o texto é delicado. É maravilhoso!

Reparei que escreves noutros locais para além dos teus blogs. Queria te sugerir um site português, o Luso-poemas, onde vários escritores de língua portuguesa partilham poemas, textos, opiniões. O endereço é: http://www.luso-poemas.net/

A tua escrita é deliciosa e penso que deve ser divulgada.

Um grande beijinho para ti Saramar de quem te admira muito.

Ricardo Rayol disse...

Humm um amor submisso...