segunda-feira, abril 30, 2007

Ilusão

Sim, amigo. Fui amada.
E, a tal altura me elevou o amor,
que vivia atordoada e me quis anjo.
Andei por nuvens,
deusa em firmamento de amantes.
Fechada em fantasia de violinos, outonos e aconchego de invernos, acreditei em todas palavras de amor que me adornavam, flores diariamente ofertadas, como beijos.
E o amor estava nas versos, em objetos, gavetas, em música
e no olhar dos meus bichos.
Mas eram asas emprestadas
e as julguei minhas
até perceber a nudez dos meus pés queimando
na terra vazia de deuses e flores.
(era um sonhar juntos;
agora, é minha boca aflita,
meu sonâmbulo corpo
e alguma ferida que dói sem descanso).


Imagem: Elvira Amrhein

9 comentários:

antonior disse...

Pois, minha amiga, como dizia Camões, "O amor é um fogo...", mas também pode ser outras coisas, a descobrir, conforme vamos amadurecendo a nossa relação com ele. Talvez, ao curar as feridas, ao fechar das cicatrizes, acabemos a descobrir que, na verdade, é sempre um fogo, mas que já o conseguimos trazer na concha das mãos sem que nos queime.

Desejo-te, que com brevidade, domines essa arte fundamental, que os poetas desprezam, por se ter instituído que o poeta só o é se for um sofredor.

Beijinhos

Anne Baylor disse...

Puxa..
Muito intenso..
Sofrido.

Bem exteriorizado.

um bjo.

"E o amor estava nas versos, em objetos, gavetas, em música..."

Linda frase.

Sueli disse...

Quanta sensibilidade1 Quanto sentimento! Amei! Grande beijo!

cilene disse...

Sera que eu fui amada?

Bichodeconta disse...

Vim só deixar um abraço e o desejo de felicidades ...

Bill disse...

Hum palavras de uma vida...
Verdades em versos...
Nasce uma flor e logo é cortada pela vida...
Que segue...

Belas palavras sempre.
:*

Claudia Perotti disse...

Faço do Bill das minhas palavras.
A vida segue...

Beijinhossss

Marco disse...

Quer imagem mais linda do que essa de “anjo com asas emprestadas”?
Não estou dizendo... Você é DEMAIS, amiguinha!
Carpe Diem.

Dayse Sene disse...

Adorei! Um texto consciente, romântico.
Uma belo domingo.
Um grande abraço.