terça-feira, abril 03, 2007

O QUE SEI DA VIDA?


Bem disse o Poeta
que todo começo é involuntário.
E a vida é, ela mesma, a involuntária.
De repente, a vida está posta
e não é cor de rosa.
Todos os dias vão chegando,
gumes de cristal ou maciez de beijos.
De que são feitos os dias?
Será a loucura que embala os homens?
Será o amor o moto da vida?
E esse tal de futuro que de tanto esperar,
a própria vida se cansa afinal?
Eu, de mim, só sei que a vida não é espera
nem do futuro, mas a louca e permanente
certeza do seu amor que, involuntariamente
deixou cheiro de flores em minha pele
e roubou-me o sossego, a calma e a solidão.
Da minha vida, ontem, hoje e, talvez amanhã
de que nunca se sabe,
só sei amar você como amo.
De um amor com jeito de antigo e sabor
de saudade. De todas as saudades que sinto
de tanto não tê-lo.
Nada sei da vida, senão que, como disse outro Poeta,
"eu, sem você, não tenho porquê".

Imagem: Sondra Wampler

9 comentários:

Anônimo disse...

"...Da minha vida, ontem, hoje e, talvez amanhã
de que nunca se sabe,
só sei amar você como amo.
De um amor com jeito de antigo e sabor
de saudade. De todas as saudades que sinto
de tanto não tê-lo.
Nada sei da vida, senão que, como disse outro Poeta,
"eu, sem você, não tenho porquê"."

Saramar
eu gosto muito de vc!
Elisabete Cunha

MARIA VALADAS disse...

Todo o poema...é um cântico de amor... Um hino ao sentimento mais nobre que existe!
Como soube transformar e embelezar...uma das palavras mais antigas da humanidade--------AMOR.

Gosto de aqui vir... sinto-me em harmonia com o mundo!

Beijinhos da

Maria

Manoel Carlos disse...

Há outra canção: "você roubou meu sossego..." que também pode ilustrar a situação tão bem descrita.

PELADUZ disse...

Sara,

Quem te roubou o sossego, calma e solidão, troque-os por amor, seja ao menos um bom ladrão.
Feliz Páscoa.

Beijos de chocolate.

Silvio Vasconcellos disse...

A fé no amor... teus poemas fazem mais sentido ainda nas datas como a Páscoa.

Feliz Páscoa para ti e tua família.

Marco disse...

O "sentido da vida', descobri-lo quem há de?
Só sei que levar a vida e vir te ler é sempre melhor, mais prazeroso.
Boa páscoa. Carpe Diem. Aproveite o dia e a vida.

Daniela Mann disse...

_♥♥_♥♥
_♥♥___♥♥
_♥♥___♥♥_________♥♥♥♥
_♥♥___♥♥_______♥♥___♥♥♥♥
_♥♥__♥♥_______♥___♥♥___♥♥
__♥♥__♥______♥__♥♥__♥♥♥__♥♥
___♥♥__♥____♥__♥♥_____♥♥__♥_____
____♥♥_♥♥__♥♥_♥♥________♥♥
____♥♥___♥♥__♥♥
___♥___________♥
__♥_____________♥
_♥____♥_____♥____♥
_♥____/___@__\\___♥
_♥____\\__/♥\\__/___♥
___♥_____W_____♥
_____♥♥_____♥♥
_______♥♥♥♥♥
Uma Páscoa Muito Feliz, deseja a Daniela

Ricardo Rayol disse...

tantas certezas incertas e futuros possíveis.. belissimo texto querida

**C@tuli-> disse...

perfect!