sábado, julho 21, 2007

Manhãs

Todo dia havia uma esperança
no alumiar da manhã
e eu andava pelas calçadas em cantorias,
parecendo gente feliz.
Toda manhã havia uma esperança menina,
e o perfume bom que a esperança deixa no ar.
Andava pelas ruas indo encontrar algum milagre que a noite deixara
por meio do sonho,
por arte do querer.

Sabe? Eu esperava você.
A cada esquina que surgia,
origami de se dobrar
o encantamento de (quem sabe?)
o encontrar.

Eu esperava você.

Minhas pernas hoje vivem perdidas,
nem sabem que rumo tomar.
Meus olhos, coitados, cansados de espreitar
evitam virar a rua,
seguem pela alameda reta,
cegos de tanto esperar.

(Preciso de descanso para meu coração,
cansado desse amor sozinho
que me habita sem contemplação
).

Imagem: Nicholas-Hely-Hutchinson

15 comentários:

Jota Effe Esse disse...

Que gostoso poema para se ler ao acordar, e também sair pra caminhar pelas calçadas, na esperança de encontrar um milagre que a noite esqueceu numa esquina. Um beijão.

ALF O Extasiado disse...

que profusão de sentimento.
que palavras profundas, intesas. um caminha entre os ventos, um esquecer do voar...

Beijos

Tenha uma semana dourada.

Rosangela disse...

HUm...Depois de ler este poema...sai pelas ruas a andar, na esperança de encontrar um destes milagres, esquecidos...
beijos querida,,,

A.S. disse...

Senti que as silabas caíam no fim das palavras, que a dor esgota a força e que são frias as tuas manhãs...

O Sol nasce todos os dias, pleno de vigor! Deixa que cada um dos seus raios te beije o corpo e sentirás regressar o teu sorriso!


Um terno beijo!

cilene disse...

Quando a esperanca morre ? nao sobra nada

Esyath disse...

Saramar,

todo dia é dia de renascer a esperança embora no fim de cada dia, seja dia de nos irritarmos com nossas ânsias de esperanças que parecem inúteis, mas que justificam nossa existência, afinal, sem confiança e esperança que sentido teria a vida de cada vida?

Bjs (Des)conexos!

Lord Broken Pottery disse...

Saramar,
Gostei muito!
Beijo

DE-PROPOSITO disse...

'Amar sózinho?'
..........
Ninguém ama sózinho. A não ser que esteja louco. e mesmo assim terá de amar uma pedra, uma folha, as estrelas. Mas o amor não é isso. O amor é 'um dar, e receber'.
Fica bem.
Felicidades.
Manuel

Edson Marques disse...

Saramar,


que poema mais lindo!

A Esperança é um desejo suspenso no ar pela lei das possibilidades...



Abraços, flores, estrelas..


.

J-Moon disse...

Obrigado por ter comentado o meu blog, gostei do seu estilo de escrita, difere imenso do meu.
Acho que a poesia fala pela alma de uma pessoa e por isso acho que todos deviamos escrever alguma coisa! nem que fossem algumas babuseiras vindas da alma.

Tenha uma exelente semana e tudo de bom para os seus beijinho*

carla granja disse...

olá saramar! amei o teu poema ,amei apesar de sentir uma tristeza por esse amor não aparecer nakela esquina ,naquela calçada, é um poema muito lindo de se lêr e de fazer sonhar . será k já alguém esperou por nós numa rua qualquer para nos vêr passar? eu sou positiva e penso k sim. há pouco tempo fiquei a saber k um rapaz lindo levou 1 ano e tal pa criar coragem para me dizer um olá
e a semana passada me ofereceu uma rosa vermelha.por isso mesmo sem a gente imaginar uma coisa tão louca pode acontecer com todos nós. adorei. se kiseres vai dar um mergulho na minha ilha do farol e desta vez para variar é um poema diferente dos outros. bjo
carla granja.

Angela Ursa disse...

Saramar, descanse seu coração para o amor renascer com nova luz. Beijos da Ursa! :))

Ricardo Rayol disse...

Minha gurua, não se deixe sufocar por esse amor.

Claudia Perotti disse...

Esse amor sozinho dói demais!
Beijinhossss

Daiana disse...

Tua manhã começou tão clara...com tanta luz..
e terminou tão escura...
tão cinza...

Porque minha poetiza?
Lembra que é nos momentos difíceis que precisamos da esperamça...

Bons Dias...