sábado, julho 07, 2007

Quem dera um alguém para ouvir,
um olhar cúmplice
de semelhantes lágrimas,
de já haver sentido o que preciso
tanto dizer.

Quem dera haver.

Imagem: Carl Holsoe

12 comentários:

Loba disse...

Há! Há alguém que ouve e que compartilha. Só nãos ei se há alguém que vá dizer isso assim, desta forma bonita!
Beijocas

Anônimo disse...

Menina Saramar, você usa e abusa de sua capacidade de dizer nossos sentimentos.
Um domingo de paz.
Leila Jalul

Edna Federico disse...

Engraçado que há sempre alguém para ouvir, muitas vezes nós é que não enxergamos.
Beijo e obrigada pelas palavras no meu blog.

ALF O Extasiado disse...

sim, como é bom compartilhar uma dor com alguém que já sentiu algo parecido. Me sinto muito bem conversando com alguém assim, mas exisitem poucos que me ouçam...

Quem dera haver...

Beijos

Lindo texto

:)

Moita disse...

Você sumiu tanto,
distanciou-se voluntariamente
e me deixou, como alento, o pranto
que só consigo vertê-lo diariamente.

Cheiros

Ana disse...

Como pode estar só, alguém que tem as palavras por companhia?
Descobri os teus outros blogs. Passo a ser visita assídua.
Um beijo.

Anônimo disse...

QUE LINDA!
:)
ELISABETE CUNHA

Ursula disse...

Se não há, houve, se não houve, haverá...
beijos

Anônimo disse...

F e l i z
AniVersáriooooooooooooooooo!!!!!!!


linda, doce e maravilhosa SARAMAR!

ELISABETE CUNHA

carla granja disse...

olá. gostei do texto k li , é um texto simples e k nos diz muito. se kiseres dá uma olhada no meu blog k é feito com poemas meus e com fotos tmb.
http://paixoeseencantos.blogs.sapo.pt
bjo
carla granja.

Joana Dalila Santos disse...

Gostei mt

suruka disse...

Por vezes não sabemos onde está.
Mas há sempre algue disposto
a escutar.

bjs