terça-feira, outubro 24, 2006

Espinhos

É madrugada e minha solidão vela o mundo. Quisera acordá-lo com meu pranto, mas há dores que não se revelam e cortam por dentro. Dentro dos meus olhos secos, espinhos tentam as lágrimas, pequenos demônios da dor. Arranham longe e sangro, na noite, eu sangro.

11 comentários:

disse...

vela o mundo .. ver o mundo ..
de noite os problemas parecem maiores e a hemorragia é bem maior !

Anônimo disse...

Saramar:
Com a humidade dos meus beijos...
te secratizará por dentro.

Beijões
OPaulo

Bill disse...

Owww estamos sincronizados, espero claro que igual mim, seja dor na escrita...
Moça, esta poetico demais, adorei, milhões de vezes melhor que o meu.

Demônios que acabam nos fazendo lembrar, ficar acordado, sempre a perturbar...

Adoro textos assim, deixam sempre aquele gosto de que ja passei por isso.

Simplesmente perfeito.

Otimo dia
:***

Anônimo disse...

Acontece-me frequentemente durante a madrugada deambular pelos meus pensamentos e emoções..

Essa tua dor, por ser tão poética, dói ainda mais de tão bela que é!

Beijo grande.

Marco Santos disse...

"...minha solidão vela o mundo".
Caraco! Saramar, você é uma escritora fantástica! Eu vivo morrendo de "inveja" das coisas que você escreve. E acredite: eu não falo isso pra qualquer um, não!
É um prazer inenarrável te ler!
Muito, muito bom! Vou te indicar pruns amigos quer precisam ter este mesmo prazer que eu.
Beijos procê.

Machado de Carlos disse...

É Noite!

Anoitece. O vento zurziu a janela;
Os escombros no breu me encantam!
a luz reflete rara filigrana
e desafia as garras da procela.

As faíscas no espaço se rebelam;
Ela é deusa - o resumo do nirvana - Faz feliz o plebeu, e exclama:
- Com o teu amor, a vida se acautela!

Ela vem com o riso duma estrela!
Os rouxinóis cantam na capela!
Logo ali, dançam galhos de ciprestes...

Ela está em mim. Tenho sua brisa!
Beijo seus pés e os rastros onde pisa!
... tenho seu corpo e sua alma Celeste!...


Carlos,

Roby disse...

Saramar querida!
Cheguei até aqui pela indicação do Marco ( Antigas Tenurnas)..e estou encantada com a tamanha FORçA E SENTIMENTO que tu escreves!!
E esta dor,quão forte que é, que senti um aperto no coração.

Um upaaaa bem apertadinho procê minha flor, e parabéns pelo Blog!!!

Léo Scartezzine disse...

Well... hoje o meu blog tinha de ficar mais bonito, aí eu postei um poema teu. Vai lá ver, vai.

DO disse...

Tem noites que tbem fico assim,SARAMAR...
Bjos!

Claudinha disse...

Olá Saramar, assim como a Robby, eu vim por indicação do Marco. Fiquei encantada com seus textos e com sua maneira de transmitir emoções através de palavras. Parabéns, virei mais vezes. Beijo.

Um Poema disse...

"...espinhos tentam as lágrimas..." que bela imagem.
Um abraço