sábado, outubro 21, 2006

Sobre viver



A maior solidão é a do ser que não ama.
A maior solidão é a dor do ser que se ausenta,
que se defende, que se fecha, que se recusa
a participar da vida humana.
Vinícius de Moraes




Não vivo sob guardas-chuvas.
Aprendo a viver todos os dias procurando a felicidade em palheiros.
Tento gestos cristalinos para mostrar meus terrores,
dissolvê-los em claridades e me lançar aos dias.
Diante da vida, não sou dura e muitas vezes, desfaço-me.
Quero me encontrar no amor, pois que sem ele não vivo.
Canto e me entrego à dança da vida, ávida de sonhos.
Não procuro asas desconhecidas nem me escravizo,
senão às minhas femininas fantasias.
Quero ser simples e feliz e, apesar de viver de ausências,
nunca desisto da alegria.
Cometo os meus erros sozinha e peco o quanto for possível
porque que outra forma há de viver senão sendo humano?
A vida me chama e vou sempre ao seu encontro. Vôo.
Estou sempre indo com minha única arma: a esperança.

10 comentários:

Iúna disse...

Tem gente, acho que muita gente, que, apesar de cercada de uma multidão, sofre uma solidão sem par, são aqueles que nao se encontraram ainda.

Anônimo disse...

Nossa! Que lindo seu blog! amei esse texto! É de sua autoria? Percebo muita sensibilidade em vc e em seus posts. Com certeza voltarei mais vezes! O comentário feito acima também acrescentou muito. às vezes me sinto muito sozinha, mesmo tendo pessoas que amo à minha volta...
Um abraço

G. Pinheiro disse...

Esperança é a melhor arma mesmo, e viver sem guarda-chuva é uma ótima opção. Gostei daqui.

Beijo

Poemas e Cotidiano disse...

Ah minha querida Saramar! Essa arma que voce usa eh importantissima e valiosa!
Sem ela, somos nada.
Carregue-a sempre em punho, e a tire bravamente a todo momento!
Um beijo minha linda
MARY
PS: Adorei a ilustracao

Santa disse...

Querida Saramar

Este é mais um aviso do que um comentário. Peço desculpas se não visito meus amigos na medida que gostaria. É que infelizmente o problema da minha mão direita retrocedeu. Voltei às sessões de fisioterapia (+ 15). Consigo visitar um a três blogs por dia e tenho que interromper. Isso não impede que leia os blogs. Por outra, só não fechei o blog da santa ainda é porque minha indignação é maior do que a dor física. Bjs. E um Bom domingo!

Antonio (Tavola Redonda) disse...

Viver é mesmo a melhor coisa que existe né naum? Bjossss
P.S.: Mais uma coisa em comum: adoro Vinicius!!!
Bjossss

Lili disse...

Também acredito na esperança como arma para viver. Adorei seu blog e vou voltar!

Agradeço a visita!

Um beijo e ótima semana.

Anônimo disse...

Vou acabar por me tornar extremamente repetitiva mas a verdade é que fico sempre deslumbrada com a tua escrita. Ela é suavemente profunda! Parece um perfume que nos envolve e inebria!

Adoraria saber expressar-me como tu!

Como se costuma dizer: a esperança é a última a morrer!

Tal como tu, "quero ser simples e feliz".

Beijo grande.

Anônimo disse...

Esperança comanda a vida de quem ama.
Esperança que esperamos toda a vida de quem nos ama.
Continamos a ter esperança.

Beijão
OPaulo

Marco Santos disse...

Somos todos passageiros da esperança, querida Saramar!
Que lindo te ler!
Beijos procê.